Pular para o conteúdo principal

A PERESTRÓICA NA RÚSSIA.

Por
Rev. João d'Eça A Perestróica significa reconstrução, reestruturação, foi, em conjunto com a Glasnost, uma das políticas introduzidas na então União Soviética por Mikhail Gorbatchev, em 1985. A palavra perestroika, que literalmente significa reconstrução, ganhou a conotação de 'reestruturação econômica'. Gorbachev percebeu que a economia da União Soviética estava falhando e sentiu que o sistema socialista, necessitava de uma reforma, e isto seria levado a cabo pelo processo da PERESTRÓICA. Uma chave principal da perestroika era reduzir a quantidade de dinheiro gasto na defesa nacional, e para fazer isso Gorbachev sentiu que a União Soviética deveria:

-Desocupar o Afeganistão. -Negociar com os Estados Unidos da América a redução de armamento.(entre eles os acordos de Yalta) -Não interferir noutros países comunistas.

Em contraste com as reformas económicas da República Popular da China, a perestroika é largamente avaliada como tendo falhado no seu objectivo principal de reestruturar a economia soviética. As razões para o seu fracasso foram examinadas por muitos economistas e historiadores, incluindo Merle Goldberg. Uma das razões citadas para esse fracasso foi o insucesso na promoção da criação de entidades económicas privadas e semi-privadas e a indisposição de Gorbachev em relação a uma reforma na agricultura soviética.

Outra possível razão seria a má vontade dos altos oficiais do Partido Comunista da União Soviética (a linha dura) e da facção liberal apoiada pelos EUA e que tinha como principal líder Boris Yeltsin em aceitar as medidas da Perestroika. Enquanto os primeiros não queriam mudanças, os últimos queriam que elas acontecessem mais rapidamente. Isso gerou forte oposição ao projeto da Perestroika. Contrariamente às reformas de Deng Xiaoping na China, a perestroika não só falhou o propósito de trazer benefícios económicos imediatos para a maioria das pessoas, mas o desmantelar da economia planejada criou o caos econômico, o que constituiu um factor importante para o colapso da União Soviética.

Hoje a Rússia vive a liberdade tão sonhada desde 1917, avança econômicamente, adota o capitalismo e dá ao seu povo que viveu escravo do Regime por 70 anos, a tão esperada LIBERDADE.

Antes da abertura política e econômica os então chamados "soviéticos" viviam um caos social, sem perspectivas, sem direitos, sem propriedades e sem poder usufruir das coisas boas do ocidente. Não havia liberdade, e, se alguém quisesse saber o que estava acontecendo no resto do mundo, tinha de se arriscar a perder a própria vida na tentativa, pois só era possível clandestinamente.
A cultura ocidental, os valores capitalistas, os princípios de liberdade não existiam. Havia contrabando de tudo da cultura ocidental, até de Bíblias, filmes, discos, etc. Por exemplo, os Beatles eram conhecidos por poucos soviéticos que corajosamente adquiriam os discos no mercado negro.
Recentemente, um ex-Beatles, Paul McCartney, fez um show na Praça Vermelha em Moscou, foi ovacionado por uma multidão de milhares de pessoas e pelos ex-dirigentes soviéticos como Gorbatchev. Veja no link à frente, a apresentação de McCartney cantando Hey Jude. Observe os rostos alegres, sorridentes, emocionados, dos russos, livres do controle estatal. Como é boa a liberdade!
Não entendo como jovens ainda hoje se deixam alienar por ideologias escravagistas ou cruéis, que tiram do povo a liberdade de optar e se definir, de escolher que caminho trilhar, que valores devem adotar. No comunismo isto é impossível.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…