Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

REFORMA PROTESTANTE - JOHN KNOX E O CALVINISMO ESCOCÊS

Ainda são sentidos até hoje os efeitos da Reforma protestante como uma época de tomada de decisões que geraram mudança no mundo cristão, não só na religião em si, mas também nos costumes, política, literatura e na vida cotidiana. A mudança ocorrida com a publicação das 95 teses de Lutero teve lugar sucessivamente, uma mudança confessional, com o Calvinismo, a partir de Genebra, influenciado o desenvolvimento de outros países, incluindo a Escócia. Devido à sua proximidade geográfica e política para com a Inglaterra, a Reforma nesta parte norte da Grã-Bretanha deve ser sempre colocada no contexto de sua geografia.
A abordagem de John Knox Para sermos capazes de apreciar a abordagem de John Knox, devemos antes de tudo contornar o seu escopo. A Escócia no Séc. XVI, ainda estava dominada por um sistema de anarquia feudal caracterizado por estruturas de clãs. A população era de cerca de um milhão de pessoas, dos quais aproximadamente 90% viviam em áreas rurais. Todos os reis nos 100 anos ante…

Anotações nos Salmos - Salmo 34: 11-22

O segredo de uma vida feliz, aprendemos aqui com o rei Davi. Davi chama os seus filhos para sentarem em redor de si e orienta-os em lições maravilhosas qwuanto ao segredo de uma vida felliz.
O quinto Mandamento chama os jovens à reflexão quanto a honrar os seus pais, afim de que tenham a sua vida, dada por Deus, prolongada sobre a terra (Ex. 20: 12). A vida pode ser prejudicada tristemente por maus hábitos. Davi portanto adverte os filhos para que pretem atenção principalmente no seguinte:
1 - Controlem a sua língua (v, 13) - Palavras duras suscitam ira. Nenhum mal é mais prejucial dentro de um lar ou de uma família, do que as contendas. A ira tem o poder de abreviar a vida.
2 - Evitem a prática da maldade (v, 14) - "Abstende-vos de toda aparência do mal" (I Tess. 5: 22), conservando uma boa consciência cristã, exercitada na Palavra de Deus.
3 - Façam o bem a todos (v, 14) - Deixar de fazer o mal e aprender a fazer o bem, é uma tomada de decisão capaz de reverter consequências d…

O GRANDE LIVRAMENTO DO REI DAVI - SALMO 34: 1-10

Neste Salmo o rei Davi dá graças a Deus pelo grnade livramento.
O Salmo inicia dizendo as circunstâncias em que ele foi escrito. Foi um momento de desonra para Davi.
Davi, por falta de fé e por não agir discretamente, fingiu-se de louco para não morrer (I Sm. 21: 10-15). Apesar da sua esperteza para se livrar do aperto em que se encontrava, essa atitude foi indigna de um crente, de um homem de Deus.
Sempre que os crentes querem tomar as rédeas da sua vida, eles geralmente entram em situações difíceis, porque optam por não permanecerem no caminho da fé. Todas as vezes que isso acontece eles se metem em apuros. Deus, porém não deixa que os seus servos sofrerem todas as consequências de sua loucura.
Deus, por graça, usa os fracassos dos que entram nesses apuros, para dar-lhes lições valiosas que servirão de exemplos para outros. Foi desse modo com Davi. A sua loucura e insensatez foi mudado em motivo de benção.
Sem nenhuma dúvida, essa razão o levou a escrever esse belo Salmo. Davi pode então…

O PASTOR: UM HOMEM IRREPREENSÍVEL.

Antigamente muitos homens fugiam do ofício pastoral por julgarem-no de um padrão muito elevado, afinal o ensino claro da Palavra de Deus diz que o pastor “deve ser um homem irrepreensível”. Sua conduta ética e moral deve ser vivida de uma forma que ninguém tenha o que lhe dizer de errado. Isso é tão sério que o apóstolo Paulo tratou do assunto em suas cartas, especialmente em I e II Timóteo e na carta a Tito.
O homem que não cumprisse com os pré-requisitos expostos pelo apóstolo dos gentios, estaria desqualificado para o ofício, não poderia assumir o púlpito e ensinar a verdade da Palavra de Deus e nem ser oficial na igreja, aquele que tivesse a sua conduta manchada pelo pecado.
Todos somos pecadores, isto é um fato. Pecamos por pensamentos, por palavras e por ações, todos os dias. Porém existem pecados que o “homem de Deus” não pode e não deve cometer, são aquelas qualificações especiais de que fala Paulo nas cartas mencionadas.
Em 1 Timóteo 3:1-7, Paulo mostra os requisitos para os pas…

FELIZ A NAÇÃO, CUJO DEUS É O SENHOR - SALMO 33: 12-22

As nações assim como os indivíduos são responsáveis diante de Deus. As bençãos de de Deus repousa sobre as nações cujo Deus é o Senhor (v, 12). Nenhuma nação é piedosa no seu todo. Em todo país há asempre aqueles que andam de acordo com as suas cobiças e ímpias paixões, sem o temor a Deus. Deus não destrói esta nação por amor aos eleitos (Gn 18: 26, I Rs. 15: 4).
O rei ou governante que se vangloria nas suas armas ou no número de seus exércitos, é repreendido no versículo 16. Não há rei que se salve com grande exército, nem por grande força se livra um poderoso. Os olhos do Senhor (v, 18), estão sobre os que esperam na sua benignidade. Se o povo de Ninive, que não conhecia a Deus, pode dizer - "Quem sabe se voltará Deus... e se apartará do furor da sua ira, para que não perecemos?"
Certamente nós que conhecemos o Seu nome, podemos descansar na certeza de que ninguém confia nele em vão.

UM NOVO CÂNTICO - Salmo 33: 1-11

Um crente sadio é um crente que louva o Senhor. O Louvor é a manifestação de alegria expontânea. Está alguém entre vós alegre? Cante louvores (Tg. 5:13). Neste Salmo, o salmista convida a todos para o louvor. Alegremo-nos no Senhor.
Conhece-se o homem pela maneira como expressa o seu contentamento. Quando o descrente está alegre (geralmente por causa do álccol), ele deixa extravasar o seu pecado; seu riso é como o estalar de espinhos debaixo de uma panela (Ecl. 7:6). Porém o crente, o filho de Deus exprime a sua alegria cantando louvores ao Senhor, em quem se rejubila:
1 - É um cântico Novo - As palavras podem até ser conhecidas, mas adquirem um novo sentido, brotam expontaneamente de júbilo, assim como o evangelho que é sempre novo.
2 - Não dispensa o auxílio da música (v, 2). A música de qualidade sempre tem ajudado os santos de Deus a cantar, enquanto não é degenerada em vã manifestação artística.
3 - O tema é o caráter de Deus - Sua verdade, Seu poder criador (v, 6-9), e seu conselho …

JUSTIÇA IMPUTADA SEM AUXÍLIO DE OBRAS

Salmo 32 1 Bem-aventurado aquele cuja iniqüidade é perdoada, cujo pecado é coberto. 2 Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não atribui iniqüidade e em cujo espírito não há dolo. 3 Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. 4 Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio. 5 Confessei-te o meu pecado e a minha iniqüidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao SENHOR as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniqüidade do meu pecado. 6 Sendo assim, todo homem piedoso te fará súplicas em tempo de poder encontrar-te. Com efeito, quando transbordarem muitas águas, não o atingirão. 7 Tu és o meu esconderijo; tu me preservas da tribulação e me cercas de alegres cantos de livramento. 8 Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir; e, sob as minhas vistas, te darei conselho. 9 Não sejais como o cavalo ou a mula, sem entendimento, os quais com freios e cabrestos são dominados; de…