Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2015

PENSAMENTOS FORTÚITOS SOBRE A TRINDADE

O que mais chama a atenção da narração do Evangelho é a doutrina da divindade de Jesus Cristo e o valor de sua obra dirigida pelo Pai. "A humanidade não conhece o Pai, senão o Filho".
A natureza é um livro riquíssimo e precioso, mas não é o bastante para o homem conhecer a Deus. “Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras de suas mãos” (Salmo 19.1). Foi preciso que o próprio Deus falasse ao homem em sua própria linguagem e lhe manifestasse de um modo mais positivo o seu amor imenso.
Os Evangelhos nos dizem em todas as suas doutrinas, que Jesus Cristo é Deus, e não há como contestar. Jesus é o nosso Mestre, o nosso Guia e o nosso Salvador. Todas as obras que Jesus fez, relatados nos Evangelhos, não são obras de um homem comum, mas de um Deus.
O incrédulo não compreende e não reconhece a divindade de Jesus, muito mais por temer a sua pureza doutrinária do que pela importância de suas próprias argumentações e ensinos contrários. O bem é sempre odiado pelo …

CRENTES INTOLERANTES!

By

Rev. João d'Eça



O autor é Ministro Presbiteriano, Mestre em Teologia Histórica pelo 
Centro Presbiteriano de Pós-Graduação, Andrew Jumper CPAJ (SP)




A "intolerância" dos cristãos é o resultado direto dos ensinamentos de Seu Senhor Jesus Cristo, que, hoje, poderia ser descrito como uma das pessoas mais "intolerantes" que já viveu.
Introdução:
Nas últimas três semanas os cristãos, conhecidos também como: “crentes”, “evangélicos”, “protestantes” e outros rótulos, tem sido acusados de intolerância religiosa, porque não aceitam os outros grupos religiosos como iguais. Mas como podemos tratar como iguais, aqueles que são total e completamente diferentes?
Os cristãos são “intolerantes” porque eles tentam obedecer às palavras de Jesus Cristo, dizendo às outras pessoas como elas devem viver para agradar a Deus, segundo a Sagrada Escritura, e como elas devem crer em Deus, segundo as Escrituras.
Assim os cristãos são rotulados de “intolerantes” pelo simples fato de testemunhar…

FREQUENCIA AOS CULTOS: DEVER DE TODO CRENTE

Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima. (Hb. 10.25)
Como é triste ver que os crentes, lavados e remidos pelo precioso sangue de nosso Senhor Jesus Cristo estão desprezando os cultos, sem motivos que os justifique.
Enquanto muitos outros crentes correm felizes para os encontros semanais de adoração ao Senhor, esses outros ficam em casa, preguiçosamente, dando mau testemunho de sua fé, pecando e fazendo pecar a outros irmãos.
Enquanto em muitos lugares do país, muitos crentes suspiram pela bendita comunhão dos irmãos, os crentes frios se deixam ficar na indolência, esquecidos do crime que estão cometendo diante do trono de Deus.
As pessoas mundanas buscam com entusiasmo as suas reuniões, políticas, literárias, científicas ou ainda, simples diversão ou suas festas, enquanto que alguns crentes, herdeiros das ricas promessas de Deus, esquecem de seus deveres, não cumprem com a sua obrigação assistindo …

JEAN BARBEVILLE DA NORMANDIA – MARTIRIZADO EM PARIS

Baseado em Jean Crespin
Barbeville era oficial de pedreiro, já idoso, e, voltando de Genebra, quis instruir os seus vizinhos nos princípios do Evangelho, porém foi descoberto e acusado por eles, e por isso feito prisioneiro.
A princípio o pobre homem enfraqueceu, negando as suas relações com as outras pessoas acusadas. Foi desleal para com algumas pessoas a quem negou conhecer para preservara sua vida. Num lance de desespero, juntando-se com outros detentos, tentou contra a vida do carcereiro, porém foi severamente punido.
Depois desses acontecimentos ele foi colocado numa cela com Jean Morel[1] que o exortou através da Palavra de Deus e Barbeville foi tocado tão profundamente que reconheceu o seu pecado a ponto de chorar e a gemer amargamente. Pediu perdão ao carcereiro, decidiu mudar o seu comportamento e a retratar-se de tudo o que havia dito contra Deus.
Antes da sua conversão, quando era levado a presença dos juízes que o julgavam, diz ele que era paralisado de medo e continuamente b…