Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2008

O DELÍRIO DE DAWKINS.

Por

João d'Eça









Em resposta ao livro "Deus, um delírio", do autor britânico, Richard Dawkins, o casal Alister Mcgrath e Joanna Mcgrath, escreveram uma resposta intitulada "O delírio de Dawkins", para mostrar que o autor do livro controverso e polêmico, na verdade estava delirando quando escreveu a sua obra.


Richard Dawkins é considerado o ícone do ateismo contemporâneo tem como objetivo principal no seu texto, provocar: provocar os religiosos convictos, mas principalmente provocar os que são religiosos "por inércia", levando-os a pensar racionalmente e trocar sua "crença" pelo "orgulho ateu" e pela ciência. Dawkins despreza a idéia de que a religião mereça respeito especial, mesmo se moderada, e compara a educação religiosa de crianças ao abuso infantil. Para ele, falar de "criança católica" ou "criança muçulmana" é como falar de "criança neoliberal" - não faz sentido.

Richard Dawkins nasceu em Nairóbi em 1…

CRIANÇAS ENTERRADAS VIVAS!!!!!!

Amalé quase foi morto em nome dos costumes indígenas. E a Funai faz vista grossa ao infanticídio de algumas tribos
A Revista "ISTO É" fez uma importante reportagem sobre o infanticídio entre os povos indígenas. CRIANÇAS SÃO ENTERRADAS VIVAS! Matéria, do Jornalista HUGO MARQUES que fez o artigo denunciando esta crueldade entre as crianças indígenas, onde a FUNAI faz vista grossa, em nome da preservação da cultura indígena. Os cristãos que estão trabalhando em prol do resgate destas crianças estão sendo impedidos de realizar o seu trabalho. Esta é uma violência sem igual! O BRASIL enlouqueceu! PRECISAMOS DENUNCIAR ESTA CRUELDADE! VEJA A MATÉRIA COMPLETA: Amalé tem quatro anos. Como muitas outras crianças, na terça-feira 12 ele foi pela primeira vez à escola, em Brasília. Índio da etnia kamaiurá, de Mato Grosso, Amalé chamava a atenção dos demais garotos porque era o único que não usava uniforme nem carregava uma mochila nas costas. Mas Amalé se destaca dos demais por um motivo m…

HOLOCAUSTO - COMO PREVISTO A 60 ANOS.

Exatamente, como foi previsto há cerca de 60 anos
É uma questão de História lembrar que, quando o Supremo Comandante das Forças aliadas, General Dwight D. Eisenhower encontrou as vítimas dos campos de concentração, ordenou que fosse feito o maior número possível de fotos, e fez com que os alemães das cidades vizinhas fossem guiados até aqueles campos e até mesmo enterrassem os mortos.

E o motivo, ele assim explanou: "Que se tenha o máximo de documentação - façam filmes - gravem testemunhos - porque, em algum ponto ao longo da história, algum bastardo se erguerá e dirá que isto nunca aconteceu".

"Tudo o que é necessário para o triunfo do mal, é que os homens de bem nada façam".(Edmund Burke)





Relembrando:

Esta semana, o Reino Unido removeu o Holocausto dos seus currículos escolares porque "ofendia" a população muçulmana, que afirma que o Holocausto nunca aconteceu...

Este é um presságio assustador sobre o medo que está atingindo o mundo, e o quão facilmente cada …

8.000.000.000,00 (Oito Bilhões de Lucro)?

PorRev. João d'EçaOITO BILHÕES DE REAIS!!!!! Foi o lucro de apenas um dos grandes Bancos brasileiro. ISSO É UMA VERGONHA!Talvês alguém ache que isso é admirável, bom, legal ou coisa que o valha, mas na verdade isso é uma vergonha para o Brasil, até porque o lucro exorbitante dos bancos, são às custas do suor do já tão sofrido povo brasileiro, que são espoliados todos os dias com as taxas extratosféricas cobradas sem dó nem piedade pelos donos dos bancos e pelo Sistema Financeiro Nacional.O Povo Brasileiro tem sido roubado pelo banqueiros e não há quem os defenda.Já pensou se o dono da Padaria da esquina, se o dono do Posto de Gasolina lá da avenida, se o dono do Supermercado cobrasse as taxas de serviços assim como os Bancos (O que, diga-se de passagem, seria justo. Se os bancos podem, porque eles não podem?).A Padaria poderia cobrar a taxa por manter o pão "quentinho", ou a taxa de serviços do padeiro, ou a taxa por ensacar em saco de papel ou em saco de plástico, a tax…

SOBRE PASTORES E LOBOS.

Pastores e lobos têm algo em comum:
ambos se interessam e gostam de ovelhas, e vivem perto delas.

Assim, muitas vezes, pastores e lobos nos deixam confusos
para saber quem é quem.

Isso porque lobos desenvolveram uma astuta técnica de se disfarçar em ovelhas interessadas no cuidado de outras ovelhas.
Parecem ovelhas, mas são lobos.

No entanto, não é difícil distinguir entre pastores e lobos.
Urge a cada um de nós exercitar o discernimento para descobrir quem é quem.

Pastores buscam o bem das ovelhas,
lobos buscam os bens das ovelhas.

Pastores gostam de convívio,
lobos gostam de reuniões.
Pastores vivem à sombra da cruz,
lobos vivem à sombra de holofotes.

Pastores choram pelas suas ovelhas,
lobos fazem suas ovelhas chorar.

Pastores têm autoridade espiritual,
lobos são autoritários e dominadores.

Pastores têm esposas,
lobos têm coadjuvantes.

Pastores têm fraquezas,
lobos são poderosos

Pastores olham nos olhos,
lobos contam cabeças.

Pastores apaziguam as ovelhas,
lobos intrigam as ovelhas.

Pastores têm senso de hu…

A ALEGRIA DE UM DOMINGO NA IGREJA.

Por
Rev. João d'Eça


Passar o domingo na Igreja é uma das mais gratificantes tarefas do crente. Ensinar, aprender, louvar, adorar, comungar, rever os amigos, por as conversas em dia após o culto e ir pra casa com saudade e já na ansiedade que chegue a próxima reunião para se estar novamente na presença de Deus e com os irmãos.
Tenho estimulado a minha igreja a guardar o domingo, mesmo porque, além de ser o dia do Senhor, o qual devemos guardar com sincera devoção, também como presbiterianos, a nossa Confissão de Fé de Westminster assim nos exorta a fazê-lo (Capítulo XXI, 1-8).
Para nos prepararmos para um domingo realmente feliz na presença de Deus, na sua igreja, precisamos de alguns preparativos prévios:


PREPARAÇÃO: Iniciar já no sábado, todos os preparativos, pois assim tudo sairá mais tranquilo. Não teremos contratempos na hora que antecede a adoração. Os professores devem rever as suas lições e preparar-se por meio da oração para o estudo da Palavra de Deus.
SUBMISSÃO: A atitude de …