Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2013

ORIGENS DA FAMÍLIA d’EÇA NO MARANHÃO

A SAGA DA FAMÍLIA d'EÇA
by Rev. João d’Eça
Introdução:
A origem da família “d’Eça” no Maranhão data do período colonial e da participação ativa nas origens da cidade de São Luís, capital do Estado. O primeiro dos “d’Eça” a ser mencionado na história foi Manuel de Sousa de Eça, aliás, o sobrenome “d’Eça” é escrito como está grafado com “d” minúsculo e “E” maiúsculo, pelo simples fato de que a regra gramatical exige que seja assim. Portanto é um erro quando alguém que não conhece a regra gramatical e suas exceções acha que nome próprio deve ser escrito com maiúscula em toda situação. Ocorre que “d’Eça” é uma contração de “de Eça”, assim como “de Água”, que quando contraído fica “d’Água”, usando-se o apóstrofo, como “de Eça”, fica “d’Eça”, com o apóstrofo.

MANUEL DE SOUSA d’EÇA
Manuel de Sousa d’Eça era fidalgo português um dos maiores heróis da colonização do norte brasileiro era filho de Luís Álvares de Espina, de Ilhéus, e foi possivelmente quem ocupou o maior número de cargos diferent…

POR QUE A CRENÇA NA RESSURREIÇÃO DE JESUS CRISTO É FUNDAMENTAL PARA A FÉ CRISTÃ?

By Rev. João d’Eça

A ressurreição de Jesus é importante por várias razões:
1 - A ressurreição testemunha o imenso poder de Deus.
Crer na ressurreição é crer no Deus que fez a ressurreição acontecer. A Escritura Sagrada é a auto-revelação de Deus. A Escritura Sagrada mostra o poder de Deus em criar o universo e ressuscitar os mortos. Se Deus não tem esse poder, Ele não é digno de nossa fé e de nossa adoração. Somente Ele que criou a vida pode ressuscitá-la depois da morte, só Ele pode reverter o horror que é a própria morte, e só Ele pode remover o ferrão que é a morte. (I Cor. 15: 54-55).
Quando Jesus ressuscitou dos mortos, Deus nos faz lembrar a Sua soberania absoluta sobre a vida e  sobre a morte.
2 - A ressurreição de Jesus é um testemunho da ressurreição dos fiéis, dos crentes, dos que amam a Deus acima de tudo.
Essa crença é um princípio básico da fé cristã. Ao contrário de todas as outras religiões, somente o cristianismo possui um fundador que transcende a morte e promete o mesmo ao…

DE PEDRO A FRANCISCO, A EDIFICAÇÃO DA IGREJA em "Petros" ou em "Petra"?

Texto: Mateus 16: 18-19


Para a Igreja Católica Romana, Pedro foi o primeiro papa, o sucessor de Cristo. Ele seria também vigário de Cristo e cabeça visível e infalível da Igreja, com poder e autoridade sobre toda a Igreja. Os católicos também afirmam que Cristo edificou a sua Igreja sobre Pedro e depois deu-lhe as chaves do céu e inferno. Afirmam ainda que os papas ao longo da história até o presente, são os sucessores de Pedro.
Estas alegações são baseadas em Mateus 16:18-19. Vamos fazer um exame cuidadoso e crítico destes versículos e ver o que Jesus disse e o que ele realmente quis dizer. O texto é o seguinte:
"Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela, e eu te darei as chaves do reino dos céus, e tudo o que ligares. na terra será ligado nos céus, e tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus".
O Novo Testamento foi escrito originalmente em grego, a partir do qual as outras versões em latim, al…

DEMOCRACIA E PROTESTO

Este fim de semana que passou, 10 de março, um grupo de militantes gays e afins (foto), foram para a porta de uma das igrejas ligadas ao ministério do pastor Marcos Feliciano, no interior de São Paulo, para fazer baderna e impedir que o culto se realizasse.
Não somos à favor do estilo, da prática e da doutrina do referido pastor, e também temos restrições ao seu mandato na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, pelo simples fato de que ele não tem histórico de defesa dos direitos humanos, mas é só por isso.
Acho que temos melhores nomes, não entre os defensores do "gaysismo" ou do "abortismo", apesar de que entendo que pra defender a vida humana, Marcos Feliciano é melhor do que qualquer indicado pelo PTralhas ou pelos partidos "esquerdóides" que o apoiam, e também melhor do que qualquer desses defensores do "gaysismo" seguidores de Jean Willis.
Não podemos ser à favor de que somente os "gaysistas" ou os abortist…

ORDENAÇÃO FEMININA – CONSIDERAÇÕES FORTÚITAS

Nos últimos tempos tem-se discutido sobre se devemos ou não ordenar mulheres como pastoras e presbíteras, principalmente nas igrejas de linha reformada ou consideradas como igrejas tradicionais no Brasil.
Essa discussão de vez em quando reaparece nos concílios da Igreja Presbiteriana do Brasil, onde uns defendem de forma apaixonada a ordenação de mulheres como presbíteras e ministras do evangelho, outros são veementemente contra e cada grupo expõe os seus argumentos tentando validar as suas opiniões. A discussão se dá pelo fato de que talvez a totalidade das igrejas neo-pentecostais e grande parte das pentecostais e outros grupos, já ordenam mulheres como pastoras, Brasil afora.
Somos contra a ordenação de mulheres ao ministério como presbíteras ou ministras do evangelho, principalmente porque não há respaldo na Escritura. Cremos que o ensino apostólico sobre liderança masculina na igreja e na família é claro, os textos em sequência o provam (1 Coríntios 11-14; Efésios 5; 1 Timóteo 2 e …

A DÍVIDA DE TODOS NÓS

A Eternidade irá revelar a dívida que a Igreja de Cristo tem para com aqueles homens e mulheres que, vendo a baixa condição espiritual de muitos crentes afastaram-se do evangelho.
Em meados do Brasil oitocentista, quando a Igreja Presbiteriana iniciou o seu trabalho no Brasil com A.G. Simonton, um raio de luz começou a brilhar mais forte na nação tupiniquin. Muitos outros homens piedosos que vieram depois e que gastaram as suas vidas pelo amor do evangelho, um rosto de piedade nasceu sobre a nação inteira.
Muitos desses homens lutaram para colocar a Bíblia nas mãos do povo e viajaram pelo interior do Brasil, acompanhados de colportores destemidos, distribuindo literatura e vendendo Bíblias para que o povo conhecesse a verdade, em uma época em que havia muita ignorância acerca da verdade de Deus.
Homens como A. L. Blackford, Belmiro Cesar, John Smith, George Butler, que de Norte a Sul viajaram para plantar a semente do Evangelho, o que mais tarde resultou no estabelecimento da Igreja Pres…