Pular para o conteúdo principal

DE PEDRO A FRANCISCO, A EDIFICAÇÃO DA IGREJA em "Petros" ou em "Petra"?

Texto: Mateus 16: 18-19


Para a Igreja Católica Romana, Pedro foi o primeiro papa, o sucessor de Cristo. Ele seria também vigário de Cristo e cabeça visível e infalível da Igreja, com poder e autoridade sobre toda a Igreja. Os católicos também afirmam que Cristo edificou a sua Igreja sobre Pedro e depois deu-lhe as chaves do céu e inferno. Afirmam ainda que os papas ao longo da história até o presente, são os sucessores de Pedro.

Estas alegações são baseadas em Mateus 16:18-19. Vamos fazer um exame cuidadoso e crítico destes versículos e ver o que Jesus disse e o que ele realmente quis dizer. O texto é o seguinte:

"Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela, e eu te darei as chaves do reino dos céus, e tudo o que ligares. na terra será ligado nos céus, e tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus".

O Novo Testamento foi escrito originalmente em grego, a partir do qual as outras versões em latim, alemão, inglês, e outras foram traduzidas. Os que conhecem o texto em grego sabem que a palavra PETROS (Pedro) e a palavra PETRA (rocha) sobre a qual Cristo edificaria a sua igreja são duas palavras separadas e distintas, cada uma com um significado diferente. 

A palavra PETROS (Pedro) é grega e significa "um pedaço de rocha, uma pedrinha, um seixo”. A palavra PETRA (rocha)  significa "uma pedra, uma rocha, um penhasco, uma projeção de rocha, uma enorme massa, fixa, imóvel, duradoura".

A palavra “petros”, Pedro, no grego está no gênero masculino e a palavra “petra”, Rocha está no gênero feminino. “Petros” e “petra” são duas palavras distintas no Grego. “Petros” é uma pedra mudando, rolando, ou insegura, enquanto “petra” é uma rocha sólida, imóvel. No grego, como em muitas das línguas modernas, cada substantivo e artigo correspondente está ou no gênero masculino, feminino ou neutro.

Análise Gramatical

O artigo em grego é muito importante. Se um substantivo está no masculino o artigo deve também estar no masculino, e se estiver no feminino deve ter um artigo feminino. No texto em apreço em grego, “petros” está no masculino, e “petra” está no feminino, provando que são duas palavras distintas, e cada uma tem um significado diferente. 

A questão é, em qual dos dois, em “petros” ou em “petra” foi que Cristo estabeleceu a Sua igreja? Foi em “petros” uma pedra móvel, uma pedrinha, um seixo, ou em “Petra”, uma rocha inabalável?

Vejamos novamente o texto: "Também te digo [a Pedro], que tu és Pedro [petros, o sexo masculino], e sobre esta pedra [petra gênero, feminino] edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela" (Mt 16:18). O texto indica claramente que a igreja de Cristo é construída sobre “Petra” e não sobre “Petros”.

Quem é “PETRA”?
Agora, quem é esta “petra” ou rocha sobre a qual Cristo edificou a sua igreja?

Devemos deixar que a Bíblia dê a resposta. Leiamos o texto de I Corintios 10:4: "E beberam da mesma fonte espiritual; porque bebiam de uma pedra espiritual que os seguia. E a pedra [petra, no Grego] era Cristo".

Aqui temos uma prova de que “Petra” se refere a Cristo, e não a Pedro, que seria “Petros”. Um outro versículo diz: "sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular". Novamente [Petra em grego]. (Efésios 2:20).

Se Pedro é a rocha sobre a qual Cristo construiu a sua igreja, Pedro não poderia ser superado e as portas do inferno não poderiam prevalecer contra ele. Mas o fato é que ele foi superado, e as portas do inferno prevaleceram contra ele, e isto, logo em seguida a esse episódio com Cristo.

Se Pedro fosse a “PETRA” [Pedra] na qual seria construída a igreja e as “portas do inferno não prevaleceriam contra ele”, ele não poderia logo depois dessa declaração de Jesus, ser chamado pelo próprio Jesus de Satanás (v, 23), e não teria negado a Jesus por três vezes.

Quem então é a PETRA?
O próprio Pedro dá a resposta, indicando quem é a “PETRA” [Rocha]. Ao ser indagado pelo Senhor Jesus Cristo sobre “Quem diz o povo ser o Filho do homem?” (v, 13). Diante das respostas dos discípulos, Jesus pergunta: “Mas vós,..... quem dizeis que eu sou?” Pedro responde: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo” (Mateus 16:16). Em outra oportunidade, em Atos dos Apóstolos, Pedro diz: "Este Jesus é pedra rejeitada por vós, os construtores, a qual se tornou a pedra angular (Atos 4:10-11), ou seja, a PETRA é a declaração de Pedro em sua resposta a pergunta de Jesus, ele diz: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.” É sobre Jesus Cristo, tema da afirmação declarativa de Pedro, como o Filho de Deus, foi que o Senhor construiu a Sua Igreja, e não sobre Pedro.

Paulo também diz que a “PETRA” é Cristo. Ele diz: "Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que foi posto, o qual é Jesus Cristo.” (1 Coríntios 3:11). Pedro nunca foi designado por “Petra”, assim, Pedro e Paulo concordam que Cristo é a PETRA [rocha]. Porém os católicos, a sua liderança, e o papa reivindicam o título de “PETRA” para si mesmo. Qual testemunho devemos aceitar? O da Sagrada Escritura ou o das tradições humanas? “... Seja Deus verdadeiro, e mentiroso, todo homem” (Romanos 3:4).

Mesmo 700 anos antes de Jesus nascer, ele já havia sido designado PETRA, ou Rocha. Isaías declara: "Portanto assim diz o Senhor Deus: Eis que eu assentei em Sião uma pedra, pedra já provada, pedra preciosa, angular, solidamente assentada; aquele que crer não foge." (Isaías 28:16). O próprio Pedro aplica esta profecia a Cristo. Ele escreveu: "Por isso está na Escritura: Eis que ponho em Sião uma pedra angular, eleita e preciosa; e quem nela crer,  não será, de modo algum, envergonhado" (1 Pedro 2:6). Davi disse: "Leva-me para a rocha que é alta demais para mim" (Salmo 61:2).

Quais consequências de a Igreja ser construída sobre Pedro?
Se a igreja foi construída sobre Pedro, então, Pedro seria o “cabeça” da igreja. No entanto, Pedro não é o cabeça da igreja. Nenhum dos discípulos ou dos apóstolos jamais chamaram Pedro de “papa”, de “papai Pedro”, de “santo Padre”. Jesus lhes ensinando sobre isso disse:

"Vós, porém, não sereis chamados mestres, porque um só é vosso mestre, e vos todos sois irmãos. A ninguém sobre a terra chameis vosso pai; porque só um é vosso Pai, aquele que está nos céus. Rabi. Porque um só é o vosso Mestre, o Cristo, e todos vós sois irmãos E a ninguém o seu pai sobre a terra, porque um só é o vosso Pai, que está nos céus. Nem sereis chamados guias, porque um só é vosso Guia, o Cristo. Mas o maior dentre vós será vosso servo. Quem a si mesmo se exaltar será humilhado; e quem a si mesmo se humilhar será exaltado.” "(Mateus 23:8-11).

Se Jesus houvesse delegado a Pedro como o “cabeça” da igreja, por que os outros discípulos discutiriam entre si a respeito de quem seria o maior (Lucas 9:46)? Se essa decisão já havia sido feita por Cristo, por que os outros se preocupariam com isso? Se fosse assim, os outros discípulos teriam se submetido ao desejo de seu Mestre. 

Conclusão:
Assim, fica claro e evidente que tal nomeação não foi feita por Jesus. Nem Pedro, nem qualquer de seus sucessores foram chefes da igreja verdadeira. Paulo explica isso quando diz: "Quero, entretanto, que saibais ser Cristo o cabeça de todo homem." (1 Coríntios 11:3). Em outro lugar Paulo diz: “E pôs todas as coisas debaixo dos pés e, para ser o cabeça sobre todas as cousas, o deu à Igreja.” (Efésios 1:22). Isto explica que Jesus é “o cabeça” de cada pessoa e também da igreja. 

Não há uma simples palavra de evidência na Bíblia, que Pedro tenha sido um “papa”. Será que alguém escreveria a história de Getúlio Vargas, Fernando Henrique ou Lula e não mencionaria o título deles de presidente da República Federativa do Brasil? Você pode imaginar tamanho descuido? Se a Pedro tinha sido dado algum título, como "papa", certamente que pelo menos um escritor inspirado teria mencionado isso.  O próprio Pedro que escreveu duas epístolas, não menciona em uma única palavra esse título de “papa” ou “pai da Igreja”.

Uma boa oportunidade para Pedro mencionar isso, foi no Pentecostes, quando ele proferiu o seu sermão (Atos 2), mas ele não o fez. A igreja dos dias dos apóstolos não reconheceu Pedro como papa ou como “cabeça da igreja”.

Comentários

Neurival disse…
Prezado Rev. João,
Gostei muito do artigo e fui edificado por ele. Muito bom! Deus o guarde e continue dando saúde e disposição a ti! Abraço!

Neurival

Postagens mais visitadas deste blog

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…