Pular para o conteúdo principal

POR QUE A CRENÇA NA RESSURREIÇÃO DE JESUS CRISTO É FUNDAMENTAL PARA A FÉ CRISTÃ?


By Rev. João d’Eça


A ressurreição de Jesus é importante por várias razões:

1 - A ressurreição testemunha o imenso poder de Deus.

Crer na ressurreição é crer no Deus que fez a ressurreição acontecer.
A Escritura Sagrada é a auto-revelação de Deus. A Escritura Sagrada mostra o poder de Deus em criar o universo e ressuscitar os mortos. Se Deus não tem esse poder, Ele não é digno de nossa fé e de nossa adoração. Somente Ele que criou a vida pode ressuscitá-la depois da morte, só Ele pode reverter o horror que é a própria morte, e só Ele pode remover o ferrão que é a morte. (I Cor. 15: 54-55).

Quando Jesus ressuscitou dos mortos, Deus nos faz lembrar a Sua soberania absoluta sobre a vida e  sobre a morte.

2 - A ressurreição de Jesus é um testemunho da ressurreição dos fiéis, dos crentes, dos que amam a Deus acima de tudo.

Essa crença é um princípio básico da fé cristã. Ao contrário de todas as outras religiões, somente o cristianismo possui um fundador que transcende a morte e promete o mesmo aos seus seguidores. Somente o cristianismo alega um tumulo vazio. O corpo de Maomé está sepultado em Meca, o corpo de Buda está sepultado. Abraão está sepultado. Todas as religiões que foram fundadas por homens e profetas onde o seu fim foi a sepultura.

Os crentes tem o conforto no fato de que Deus se fez homem, morreu por nossos pecados e ressuscitou ao terceiro dia. O túmulo não pôde segurá-Lo. Ele vive, e está hoje à mão direita de Deus Pai no céu. Em 1 Coríntios 15, Paulo explica em detalhes a importância da ressurreição de Cristo. Alguns em Corinto não acreditavam na ressurreição dos mortos, e neste capítulo Paulo dá seis conseqüências desastrosas caso não houvesse ressurreição:

- 1) A pregação de Cristo não teria sentido (v. 14),
- 2) A fé em Cristo seria inútil ( v. 14);
- 3) Todas as testemunhas oculares e pregadores da ressurreição seriam mentirosos (v. 15),
- 4) Ninguém poderia ser redimido do pecado (v. 17);
- 5) Todos os que morreram antes de nós, pereceram para sempre (v. 18), e
- 6) Os cristãos seriam as pessoas mais infelizes sobre a terra (v. 19).

A RESSURREIÇÃO É UM FATO INCONTESTÁVEL

Jesus Cristo ressuscitou dos mortos e "tornou-se as primícias dos que dormem [estão mortos]" (v. 20), assegurando-nos que vamos segui-Lo na ressurreição. A Sagrada Escritura, a palavra inspirada de Deus garante ressurreição do crente na vinda de Jesus Cristo. Essa viva esperança nos consola e é a garantia do triunfo daqueles que depositam a sua fé no Senhor e na sua Palavra, que como Paulo cantarão a canção de triunfo: "Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão? (I Cor. 15:55).

A importância da ressurreição para nós está em que sabemos, como diz Paulo, que o nosso trabalho não é vão no Senhor (v, 58). Nós sabemos que seremos ressuscitados com Cristo para uma nova vida, portanto, podemos sofrer e aguentar as perseguições e perigos por causa de Cristo (vv. 29-31), assim como ele fez por nós.

Podemos seguir o exemplo dos milhares de mártires ao longo da história que de bom grado trocaram suas vidas terrenas pela vida eterna através da ressurreição. A ressurreição é a vitória triunfante e gloriosa para cada crente. Jesus Cristo morreu, foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras. E, Ele está voltando! Os mortos em Cristo serão ressuscitados, e aqueles que estiverem vivos na sua vinda, receberão novos corpos glorificados (I Tess. 4: 13-18).

A RESSURREIÇÃO E A SALVAÇÃO

Por que a ressurreição de Jesus Cristo é importante para a salvação?

Porque é a demonstração de que Deus aceitou o sacrifício de Jesus em nosso favor. É a prova de que Deus tem o poder de nos levantar dos mortos. Ele garante que aqueles que crêem em Cristo não permanecerão mortos, mas serão ressuscitados para a vida eterna.

Essa é a a esperança de todo crente e essa esperança nos consola e nos livra do desespero.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…