Pular para o conteúdo principal

ABAIXO À DEGENERAÇÃO DO SEXO.


Por
Rev. João d'Eça
Neste final de semana, por falta de opção (Geralmente alugo bons vídeos para assistir), eu me detive em um canal onde estava sendo apresentado um novo programa de entrevistas. Curioso com o assunto que estava sendo tratado, relacionamento sexual, parei por alguns minutos para ter o desprazer de ver uma entrevistada, não sei quem ela é, que ensinava o "modo certo", segundo ela, de se praticar a "sodomia", inclusive usando os dedos da mão, para, nas suas palavras, "fazer as preliminares".
Fiquei enojado com o que vi e ouvi, porém fiquei satisfeito com um médico que estava na roda dos entrevistados, que logo que lhe deram a palavra, ele os repreendeu de modo exemplar, dizendo que estava "chocado" com o que havia ouvido e emendou dizendo que sexo é para ser praticado e não para ser exposto daquele modo acintoso. Claro, os outros não concordaram.
Acho que sei qual é o grande problema das pessoas hoje em dia. Penso que essas pessoas se acham grandemente subsexuados, pois estão aceitando uma exposição acintosa do sexo, como o pedrão pelo qual devem julgar as suas proezas. Parece que as pessoas de nossa contemporaneidade, passam o tempo todo pensando nisso, parece que não há outro tema a ser pensado a não ser sexo.
As vezes me pego fazendo pra mim mesmo a seguinte pergunta:
- Será que o sexo íntimo que se vive e que se ama está errado, ou será que o que está errado é o sexo acintoso ao qual estamos expostos diariamente?
Minha conclusão é a de que o que está errado é o sexo de exposição comercial e irresponsável ao qual somos expostos todo o dia.
É hora de, como sociedade organizada e defensora dos bons costumes, nos unirmos para garantir que os depravados, inconsequentes e irresponsáveis, que fazem do sexo um mero negócio e ao mesmo tempo uma patologia moderna, que nos agride a cada visita a uma simples banca de revista, a cada romance ou peça teatral encenada ou a cada comercial onde se expõe mulheres desprovidas de amor próprio, que vendem por certa quantia em dinheiro.
Não podemos mais aceitar esse tipo de sexo como normal, nossas crianças, que não possuem o devido discernimento, irão confundir o espectro com o original, a fantasia encenada com o encatamento duradouro. Está sendo disseminada entre os nossos jovens, a idéia de que o sexo não é mais importante do que um refrigerante comprado numa quitanda da esquina.
Precisamos dizer aos nossos filhos em particular e a todos os jovens em geral, de que é possível o amor genuino entre duas pessoas de sexos opostos. Precisamos dizer a eles, que o amor verdadeiro é sincero e duradouro e que existem inúmeras maneiras e formas de ele ser expressado entre os casais.
Precisamos dizer a eles que a degeneração sexual em nossos dias, não passa de uma estratégia maligna que visa destruir as famílias e introduzir uma nova ordem, onde o gênero não tem a menor importância e onde o amor é somente uma palavra, o que vale é o sentimento no momento e que o amor adulto adulto não precisa ser responsável.
Homens e mulheres do mundo inteiro, vamos nos unir contra a comercialização da nossa dignidade de seres humanos, expondo-a a ignomínia por meio de exposições sexuais deploráveis. vamos nos unir e trabalhar para eliminar a degeneração do sexo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…