Pular para o conteúdo principal

JOÃO 3: 16 - PARTE 2

Neste mês de Novembro, começei uma série de mensagens no texto de João 3: 16. Para muitos esse texto da Palavra de Deus é um pequeno evangelho inteiro, na verdade podemos esmiuçar o evangelho de João de uma forma surpreendente, tirando dele verdades absolutamente necessárias para a vida diária.
Aqui em João 3: 16 há uma riqueza de ensinamentos inesgotáveis. Nesse encontro de Nicodemos com Jesus, no diálogo que tiveram, Jesus nos brinda com lições preciosas. Eu dividi as mensagens em quatro, para quatro semanas sucessivas e estarei publicando as duas primeiras aqui nesta semana, as outras duas publicarei na semana que vem.
Se você quiser usá-las, pode, desde que mencione a fonte. Esse é um recurso de ajuda para pregadores iniciantes e seminaristas. Em breve criaremos um link para que possa ser acessadas todas as mensagens pregadas em nossa igreja nos domingos à noite. Aproveite. Boa leitura!
O PROPÓSITO DE DEUS: AMOR João 3: 16
INTRODUÇÃO E REVISÃO:
Estas palavras de Jesus falam de quatro grandes realidades da vida. Cada uma começa com "D" para nos ajudar a lembrar. O primeiro “D” vimos no domingo passado, DERROTA, o perigo que todos os que estão sem Cristo tem pela frente: perecer sob a ira de Deus por causa de nossos pecados (3:36). O segundo “D”. Os DESIGNIOS de Deus para salvar-nos do perigo da morte eterna, que como vimos na semana passada, é a separação total de Deus. O amor de Deus que enviou o Seu Filho para dar a sua vida em favor do pecador (10:18; 15:13), e tirar o pecado do mundo (1:29). Na semana passada, falei sobre o perigo de ser DERROTADO e perecer sob a ira de Deus. Esta semana vamos refletir sobre o AMOR de Deus para salvar-nos da ira de Deus (3:36). "Porque Deus amou o mundo... que ele deu o seu Filho..." O DESIGNIO de Deus: O Amor. O que é um Desígnio? (Intento, intenção, plano, projeto, propósito) Um dos nossos próximos passos, é entender a concepção do amor de Deus. Vamos orar agora e pedir que Deus ilumine o nosso entendimento e direcione a atenção da nossa mente para estas realidades espirituais, e confirme a verdade espiritual em nós, para percebermos e apreendermos o verdadeiro valor destas coisas.
Iremos nos concentrar em quatro grandes verdades:
1. EXISTE UM DEUS
O versículo começa "Porque Deus..." Jesus nos ensina que existe um Deus que nos ama. Que Ele é real. Jesus está absolutamente convicto de que Deus é real. Tudo o que Ele diz tem a ver com Deus. Tudo que ele faz tem a ver com Deus.
Existem muitas razões para acreditarmos em Deus, a maior delas é que Jesus ensinou-nos que Deus é real e que ele é na verdade o centro das nossas vidas. Se alguém lhe pergunta: "Porque você crê em Deus?" você pode responder, "eu creio em Deus, porque Jesus ensinou-nos a crer em Deus”. Não existe ninguém mais confiável e mais bem qualificado para ensinar-nos sobre a existência de Deus do que Jesus.
O mundo começou com Deus. O mundo depende de Deus. Sou uma pessoa com uma consciência e um sentido de justiça e de capacidade para contemplar as coisas espirituais porque sou criado à imagem de Deus.(Isaías 43:7). O significado da minha vida é mostrar Deus às outras pessoas.
2. DEUS TEM UM FILHO
"Porque Deus amou o mundo que deu seu Filho único..." Esta é uma realidade impressionante.
Jesus nos ensina que Deus tem um filho unigênito. Para os muçulmanos esta afirmação soa como blasfêmia. Dizem eles que isto significa que Deus deve ter tido relações sexuais com um anjo, ou com uma mulher. Os anjos são chamados "filhos de Deus" (Jó. 1:6), e nós os cristãos somos chamados "filhos de Deus" (Romanos 8:14-16). Os anjos são "filhos de Deus" pelo fato de terem sido criados diretamente por Deus, e os crentes são "filhos de Deus" pelo fato de terem sido aceitos em sua família através de nosso senhor Jesus Cristo pelo poder do Espírito Santo.
O unigênito Filho de Deus é o próprio Deus. O Filho de Deus é igualmente eterno com Deus, o Pai. Deus existe desde toda a eternidade, sem começo, sem fim. Isto é explicado em João 1:1, 14, No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus. . . E o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Em outras palavras, Jesus é o único Filho de Deus e co-eterno com o Pai.
3. DEUS AMA..."
Porque Deus amou..." Jesus nos ensina que Deus nos ama. Ele ama aos seus. De todas as coisas que poderíamos dizer sobre Deus, não podemos esquecer de dizer isto. Ele ama os seus eleitos.
Na sua carta em 1 João 4:8, João diz: "Deus é amor." Deus ama. Ele é a perfeita essência do amor. Aqui, Jesus nos diz mais especificamente o que ele entende por amor em João 3:16. "Porque Deus amou..." A explicação mais correta é a seguinte: Não está falando sobre o montante de amor, mas uma maneira de amar. Ele não quer dizer: Deus amou nessa quantidade, mas Deus amou desta maneira. "Deus amou" significa "Deus amou assim." Como? Qual foi a maneira como Deus amou? "...que deu seu Filho único". "Ele veio para o que era seu, mas os seus não o receberam" (1:11). Ao invés disso o mataram. E depois de tudo isso Jesus disse: "Eu te glorifiquei na terra, consumando a obra que me confiaste para fazer” (João 17:4).
Quando o Pai deu seu Filho único, ele o deu para morrer pelo pecador. Isso é amor incomparável. Esse é o tipo de amor que Deus nos dá. É um amor que doa. Ele dá o seu tesouro mais precioso, seu Filho. Neste Natal precisamos meditar sobre o amor de Deus.. É um amor muito caro. Um amor muito poderoso. O significado do Natal é a comemoração deste amor, por isso o mundo quer nos fazer esquecer o Natal, para esquecermos desse amor de Deus. "Porque Deus amou..."
4. DEUS AMA O MUNDO
"Porque Deus amou o mundo..." O modo do amor de Deus, não é apenas a visão do infinito valor da doação do seu unigênito Filho, mas, mesmo diante da rebeldia do homem, Ele doa o Seu Filho em benefício do ser humano que não merece. Talvez por um homem bom, alguém poderia atrever-se a morrer. Mas Deus demonstra seu amor para conosco, pelo fato de que Cristo morreu por pessoas pecadoras, gente ruim, sem mérito nenhum. (Romanos 5:7-8). Quando João 3:16 diz, "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu...," Isso significa que ele deu o Seu único Filho para morrer por um mundo de rebeldes. Deus amou o mundo. Jesus Cristo é a única esperança para o mundo. Existe um Deus. Ele tem um filho. Ele ama o pecador. E ele ama o mundo rebelde.
"A quem Deus amou?" "Seja quem for." "Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho único, para que todo aquele que nele crêr..." Significa todos os pecadores, todos os tipos de pecadores, todos os graus de pecadores, porque ele ama as pessoas do mundo. Você pode reconhecer-se como o pior dos pecadores, achar até que não tem jeito pra você, mas eu quero lhe dizer que isso não é nenhuma novidade pra Deus. Sim, Deus sabe disso. Ele é Deus. Ele sabe tudo sobre você. Mas isso não impede o amor de Deus. Quanto mais pecador, maior a Graça de Deus. Jesus é o único e suficiente sacrifício para a salvação. Não olhe para os seus pecados, esta noite. Olha para o Filho de Deus. E olhe para o amor de Deus. Tome posse da promessa de que: “quem nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.
CONCLUSÃO: OLHE PARA JESUS.
Quando Charles Spurgeon, o grande pregador Londrino do século 19, foi convertido aos 16 anos de idade em uma pequena igreja Metodista, com 15 pessoas no culto, durante uma tempestade de neve. Um jovem pregador que não era pastor, pregou com base no texto de Isaías 45:22, "Olhe para mim e sede salvos, vós, todos os termos da Terra." Em determinado ponto ele olhou para o menino Charles e disse: "Jovem, olha para Jesus Cristo. Olha. Olha. Olha" O Jovem Charles Spurgeon disse: ”Vi de uma vez o caminho da salvação. . . À semelhança do episódio de quando a serpente foi levantada no deserto como está descrito em Levíticos, as pessoas olhavam e eram curadas. Eu estava esperando para realizar cinquenta coisas na minha vida, mas quando ouvi essa palavra, Olha! Pareceu-me uma palavra encantada! Oh! Olhei a ponto de ter os meus olhos quase sacados do meu rosto. Em seguida, a nuvem da escuridão tinha ido embora, e desse momento em diante eu vi o sol”.Eu digo o mesmo a você esta noite. Olhe para Jesus. Creia em Jesus. E você também não vai morrer eternamente.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…