Pular para o conteúdo principal

PRA QUE MANTER FERIADOS RELIGIOSOS?


Por

Rev. João d'Eça

Porque manter feriados religiosos em um país que está a cada dia tornando-se mais secularizado? As pessoas não respeitam mais as datas religiosas e aproveitam os feriados pra farrear, beber, viajar, prostituir-se, irem pra festas, etc...

Lembro da minha infância e da minha avó católica que não permitia nenhum barulho dentro de casa e não aceitava que se fizesse coisas normais, cotidianas nesse dia, que para ela era especialíssimo, devido à sua devoção (ignorante é bem verdade!), que não permitia que os netos sequer brincassem em respeito à "santa" da sua consideração.

Ainda vemos as pessoas mais idosas manterem a fé, respeitarem o dia e viverem devocionalmente, assim como aprenderam dos mais antigos, porém, os mais jovens estão a cada dia que passa desprezando o sentimento religioso e o respeito pelas datas oficiais da igreja católica romana diminui à medida que o tempo avança.

A ICR errou quando no passado manteve os fiéis ignorantes do "porque das coisas", sem explicar as doutrinas e a razão de ser de cada ensino, mantiveram o povo mais por medo e ignorância do que por compreensão e entendimento do corpo doutrinário.

Com o avanço das liberdades, aqueles que antes tinham medo e eram ignorantes, passaram a raciocinar com base naquilo que viam e aprendiam na TV, no rádio, em conversas com amigos e na análise do conjunto doutrinário de outros grupos religiosos. Comparando com os dogmas da ICR, descobriram que alguma coisa não estava certa. Parte aderiram as igrejas evangélicas e a maior parte o ateismo e o secularismo.

Pra que manter feriados religiosos católicos romanos, se o país não é oficialmente católico desde a Constituição de 1985? E ainda mais, porque o número de fiéis católicos que participam religiosamente desses feriados é de apenas 1% (um por cento) do total de católicos do país inteiro.

Num feriado assim, o país perde e muito, há uma parada desnecessária, deixa de produzir, deixa de gerar riquezas, deixa de crescer. Seria bom se o governo revogasse a maioria dos feriados religiosos da ICR, pois não há mais sentido de continuar assim, por muitos motivos.

Feriado no Natal, sim, pois é uma data da cristandade, todos os seguimentos cristãos o comemoram. Feriado na páscoa, sim, pois é uma data cristã, respeitados pela grande maioria de cristãos. Feriado no Dia NAcional de Ação de Graças, sim, é uma data neutra, qualquer grupo religiosos pode comemorar. Mas feriados como "Corpus Christi", "aparecida" e outros devem ser revogados oficialmente, deixando que os católicos comemorem nas suas paróquias sem que se faça um feriado nacional, que pare o país e aumente mais e mais o número de mortes por acidentes de trânsito, roubos, assassinatos e toda sorte de crimes que geram despesas enormes e desnecessárias para um país já extremamente lesado pela corrupção.

Além do mais, levando-se em consideração o princípio da isonomia, deveria ter feriados que contemplasse todos os grupos religiosos do país, pois o catolicismo romano não é hegemônico no Brasil, só de Evangélicos há 30% (trinta por cento) da população. Porque não, um feriado no dia 31 de Outubro? Dia da Reforma Protestante, Comum a todos os evagélicos! Porque não um feriado no dia da Bíblia? O livro sagrado de todos os cristãos! Feriados Religiosos Nacionais que só contemplam o catolicismo, é no mínimo uma injustiça.

Portanto, minha proposta é que sejam revogados todos os feriados Nacionais ligados à ICR no Brasil, e, que permaneçam somente os feriados que sejam comum a todos os cristãos, onde todos possam comemorá-los de acordo com os seus ensinos doutrinários, sem que tenham que parar o país com um Feriado Nacional.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…