Pular para o conteúdo principal

A PERVERSÃO DO HOMEM

Introdução:

Uma das tristes consequências do pecado é a perversão do pecador que sempre tenta fugir da presença do Senhor e que odeia tudo o que se refere a Deus e à comunhão dos santos. O salmista diz, no salmo 39.7:

 
Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face? Se subo aos céus, lá estás; se faço aminha cama no mais profundo abismo, lá estás também; se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares, ainda lá me haverá de guiar a tua mão, e a tua destra me susterá.

 
- Depois do primeiro pecado do homem, Adão e sua mulher, como tivessem ouvido a voz do Senhor Deus, que passeava pelo jardim do Éden depois do meio-dia, esconderam-se da face do Senhor no meio das árvores do paraíso.

- Caim, depois que matou o seu irmão Abel retirou-se da face do Senhor e andou errante pela terra, habitou no pais que estava do lado do nascente do Éden.

- Jonas o profeta, comissionado por Deus para levar a mensagem do Senhor a Nínive, capital do império Assírio, mudou o seu caminho para Társis, fugindo do Senhor em direção a Jope, onde tomou um navio, pagou a passagem e se misturou aos passageiros, fugindo da face do Senhor.

 - O filho de um fazendeiro diz ao pai: “Dá-me a parte da herança que me cabe”. Passados uns dias, arrumou tudo o que o pai lhe deu e partiu resoluto a ficar o mais distante do seu pai quanto possível. Na terra onde parou gastou até o último centavo, vindo a passar grande necessidade depois que gastou dissolutamente tudo o que havia trazido.

 A Escritura Sagrada em Rm. 3.12 diz: “Todos se extraviaram, a uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer”.

O Senhor Deus ao contemplar a deserção da humanidade, exorta por intermédio dos seus profetas. Isaias 8.6,7 diz:

 
Eu escutei e ouvi; não falam o que é reto, ninguém há que se arrependa da sua maldade, dizendo: Que fiz eu? Cada um corre a sua carreira como um cavalo que arremete com ímpeto na batalha. Até a cegonha no céu conhece as suas estações; a rola, a andorinha e o grou observam o tempo da sua arribação; mas o meu povo não conhece o juízo do Senhor. Como, pois, dizeis: Somos sábios, e a lei do Senhor está conosco? Pois, com efeito, a falsa pena dos escribas a converteu em mentira.

 
Também o texto de Isaias 1.2-5:

 
Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, ó terra, porque o Senhor é quem fala: Criei filhos e os engrandeci, mas eles estão revoltados contra mim. O boi conhece o seu possuidor, e o jumento, o dono da sua manjedoura; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende. Ai desta nação pecaminosa, povo carregado de iniquidade, raça de malignos, filhos corruptores; abandonaram o Senhor, blasfemaram do Santo de Israel, voltaram atrás. Por que haveis de ainda ser feridos, visto que ainda continuais em rebeldia? Toda a cabeça está doente, e todo o coração enfermo.

 A perversão do homem manifestou-se tão depressa, que ainda no tempo de Noé, vendo Deus que era grande em extremo a malícia dos homens na terra e que todos os pensamentos dos seus corações em todo o tempo eram inclinados ao mal, disse Deus ter se arrependido de ter criado o homem na terra. Por esta razão o Senhor disse em Gn. 6.7: “Disse o Senhor: Farei desaparecer da face da terra o homem que criei, o homem e o animal, os repteis e as aves dos céus; porque me arrependo de os haver feito”.

 
Conclusão:

          Depois que a maldade do homem se tornou grande, e "que era continuamente mau todo designio do seu coração”, ou seja, continuamente e completamente mal, ele se arrependeu de ter feito o homem, e por isso determinou que iria destruí-los.

 Referente a Deus, o arrepender-se tem de ser uma linguagem antropomórfica. Em que pese o termo no hebraico descreva certa mudança real nas expressões exteriores da atitude divina, não pode significar nenhuma mudança na mente, nem nos Seus propósitos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…