Pular para o conteúdo principal

A BÍBLIA É VERDADEIRAMENTE A PALAVRA DE DEUS?

A minha resposta a esta questão não será apenas determinar como vejo a Bíblia e qual a sua importância para as nossas vidas, mas também, que impacto ela tem para nós. Se a Bíblia é a Palavra de Deus, devemos então estimá-la, estudá-la, obedecê-la, e confiarmos inteiramente nela.

O fato de que Deus nos deu a Bíblia é uma evidência e um exemplo do Seu amor por todos nós. Através da "revelação" significa que Deus comunicou à humanidade como Ele é, e como podemos ter um relacionamento com ele. Estas são coisas que não podíamos saber se Deus não tivesse revelado divinamente a nós na Bíblia.

Embora a revelação do próprio Deus na Bíblia tenha sido dada progressivamente ao longo de aproximadamente 1500 anos, tudo o que o homem precisa saber sobre Deus, a fim de ter um bom relacionamento com ele está nas páginas da Bíblia. Se a Bíblia é verdadeiramente a Palavra de Deus, então ela é a autoridade final para todas as questões de fé e prática religiosa e também de moral.


As perguntas que devemos nos fazer é:

1 - Como podemos saber que a Bíblia é a Palavra de Deus e não apenas um livro como outro qualquer?

2 - O que é único sobre a Bíblia que a distingue de todos os outros livros religiosos já escritos?

3 - Existe alguma evidência de que a Bíblia é verdadeiramente a Palavra de Deus?

Estas perguntas devem ser seriamente examinadas, se quisermos determinar a validade da afirmação da Bíblia como a Palavra de Deus, divinamente inspirada, e totalmente suficiente para todas as questões de fé e prática. Não há dúvida de que a Bíblia diz que ela é a própria Palavra de Deus. Isso está claro: "... desde a infância, sabes as sagradas letras, que são capazes de tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e é útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a instrução em justiça, afim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra." (2 Timóteo 3:15-17).

 
EVIDÊNCIAS:

Há evidências internas e externas que dão conta de que a Bíblia é verdadeiramente a Palavra de Deus. Evidências internas são o testemunho da própria Bíblia, que dizem ser ela de origem divina.

Internas:
Uma das primeiras evidências internas de que a Bíblia é a Palavra de Deus é visto em sua unidade. São sessenta e seis livros, escritos em três continentes, em três línguas diferentes, durante um período de aproximadamente 1500 anos, são mais de 40 autores que exerceram as mais variadas atividades nos mais variados setores da vida, mesmo assim, a Bíblia continua a ser um livro de um só autor, do início ao fim, sem contradição. Esta unidade é exclusiva da Bíblia, nenhum outro livro no mundo tem essa característica. Esta é a evidência interna da origem divina das palavras que Deus moveu homens a escrever.

Outra evidência interna que indica que a Bíblia é a Palavra de Deus está nas profecias contidas em suas páginas. A Bíblia contém centenas de detalhadas profecias relacionadas ao futuro de nações, incluindo Israel, de cidades, e até mesmo de toda humanidade. As Profecias que tratam da vinda do Messias são precisas. Ao contrário de profecias encontradas em outros livros religiosos ou aquelas de homens como Nostradamus, as profecias bíblicas são extremamente detalhadas. Há mais de trezentas profecias relacionadas a Jesus Cristo no Antigo Testamento. Não apenas foi predito onde e como Ele nasceria, qual seria a sua linhagem, mas também como Ele morreria e que ressuscitaria.

Simplesmente não existe nenhum caminho da lógica humana que explique as profecias cumpridas na Bíblia, a não se o da origem divina. Não existe outro livro religioso com a extensão ou o tipo de previsão das profecias que a Bíblia contém.

Uma terceira evidência interna da origem divina da Bíblia é a sua autoridade e poder. Sabemos que essa evidência é mais subjetiva do que as duas primeiras, mas é um poderoso testemunho da origem divina da Bíblia. A autoridade da Bíblia é diferente de qualquer outro livro já escrito. Essa autoridade e poder são vistos na vida de centenas de milhões de vidas que foram transformadas pelo poder sobrenatural da Palavra de Deus:

-Viciados em drogas foram curados pela mensagem divina da Bíblia;

-Homossexuais foram libertos do seu vício por ela;

-Pessoas desamparadas encontraram abrigo e companhia na Bíblia;

-Criminosos tiveram os seus corações mudados pelo poder transformador da Palavra de Deus;

- Pecadores foram mudados em santos pela Bíblia;

O homem natural, inconverso não pode “aceitar essas coisas, elas lhe são loucura, e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” A Bíblia possui um poder dinâmico e transformador que só é possível porque é verdadeiramente Palavra de Deus.


Evidências Externas:
Existem também evidências externas que indicam que a Bíblia é verdadeiramente a Palavra de Deus. Uma delas é a historicidade da Bíblia. A Bíblia detalha acontecimentos históricos, sua veracidade e precisão estão sujeitas à verificação, como qualquer outro documento histórico. Apesar de os críticos especularem bastante sobre isso, através de evidências arqueológicas e outros escritos, os relatos históricos da Bíblia foram exaustivamente comprovados e declarados verdadeiros e confiáveis. Na verdade, todas as evidências arqueológicas e manuscritas que validam a Bíblia, tornam-na o melhor e mais documentado livro do mundo antigo.

O fato de que a Bíblia registra precisa e verdadeiramente eventos historicamente verificáveis é uma grande indicação da sua veracidade ao lidar com assuntos religiosos e doutrinas, ajudando a fundamentar sua pretensão de ser a própria Palavra de Deus.

Outra evidência externa de que a Bíblia é verdadeiramente a Palavra de Deus é a integridade de seus autores humanos. Como mencionado anteriormente, Deus usou homens de diferentes profissões e atividades para registrar as Suas palavras. Estudando as vidas destes homens, nós encontramos neles, principalmente as qualidades de honestidade e sinceridade. Todos eles estavam dispostos a morrer pelo que estavam dizendo. Grande parte deles tiveram mortes trágicas, sofreram dores insuportáveis pelo seu testemunho, por aquilo em que acreditavam. Tudo isso atesta que estes homens eram homens comuns, mas honestos. Eles verdadeiramente acreditavam que Deus havia falado com eles.

Os homens que escreveram o Novo Testamento morreram por causa do seu testemunho, apesar de terem oportunidade de preservar as suas vidas, bastando dizer o que as autoridades que os acusavam queriam ouvir, ou seja, uma negação do seu testemunho. Eles testemunharam o que viram e ouviram. Eles viram, ouviram e testemunharam a ressurreição do Senhor Jesus. O fato deles terem visto o Cristo ressurreto teve um enorme impacto sobre a vida deles. Eles passaram da fase de se esconderem com medo, a fase de estarem dispostos a morrer pela mensagem que Deus tinha revelado a eles. Suas vidas e mortes testificam o fato de que a Bíblia é verdadeiramente a Palavra de Deus.

Uma última evidência externa de que a Bíblia é verdadeiramente a Palavra de Deus é a indestrutibilidade da Bíblia. Devido à sua importância e a alegação de ser a própria Palavra de Deus, a Bíblia tem sofrido ataques os mais violentos, e as tentativas de destruição, do que qualquer outro livro na história. Desde o início, de imperadores romanos como Diocleciano, e através de ditadores comunistas por trás da “Cortina de Ferro”, até aos modernos ateus e agnósticos, a Bíblia resistiu a todos os seus inimigos e permanece para sempre. A Bíblia é o livro mais lido e publicado em todo o mundo.

Ao longo do tempo, os céticos têm considerado a Bíblia como mitológica, mas a arqueologia confirmou-o como histórico. Seus oponentes atacaram seus ensinamentos como sendo primitivos e desatualizados, mas os seus conceitos morais e legais e ensinamentos tiveram uma influência positiva em sociedades e culturas em todo o mundo. Ele continua a ser atacada por pseudo-ciência, psicologia e movimentos políticos, no entanto, permanece tão verdadeira e relevante como era quando foi escrito. É um livro que transformou inúmeras vidas e culturas ao longo dos últimos 2000 anos. Não importa o quanto seus oponentes tentam atacar, destruir, ou desacreditá-lo, a Bíblia continua a ser, a sua veracidade e impacto na vida é inconfundível. A precisão com que foi preservada, apesar de todas as tentativas de ataque, corromper ou destruir, é testemunho claro do fato de que a Bíblia é a Palavra de Deus é sobrenatural e protegida por ele. Não deveria surpreender-nos que, não importa como a Bíblia é atacada, ela sempre volta igual e ilesa. Afinal, Jesus disse: "O céu ea terra passarão, mas as minhas palavras não passarão" (Marcos 13:31). Depois de olhar para as provas, pode-se dizer sem dúvida que sim, que a Bíblia é verdadeiramente a Palavra de Deus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…