Pular para o conteúdo principal

SOBRE A PREGAÇÃO - PARTE IV - PREGANDO COM UM ESBOÇO

Neste artigo estaremos falando sobre a pregação com o auxílio de um esboço. Para muitos isso é um heresia, mas essa sempre foi e sempre será a forma de pregar dos grandes pregadores. Calvino pregava assim, Lutero pregava assim Jonathan Edwards pregava assim, Martin Lloyd Jones pregava assim, Billy Graham sempre pregou assim, Nilson Fanini pregava assim. Todos os pregadores que se preocupam em transmitir uma mensagem bíblica que não é sua, pregam assim.

Não que os que pregam de memória não sejam bíblicos, mas eu conheço bem poucos, posso contar nos dedos de uma só mão, que costumam pregar assim, de memória, não de improviso, mas de memória, ou seja, o esboço foi metido na sua cabeça. Isso é uma arte, e bem poucos a conhecem.

Já ouvi falar de pregadores que decoraram o evangelho de Marcos em sua totalidade, alguns por pura diversão. A pregação através da leitura do sermão de um manuscrito, quando bem feito, é tão eficaz quanto a pregação de memória. Não existe vergonha ou demérito nisso. Eu sei que esta não é uma tarefa fácil, até porque eu também gosto de ouvir um sermão entregue sem esboço.

A pregação sem notas é mais dinâmica, apesar de ser muitas vezes rasa. O sermão com notas pode ser um fardo muito pesado para o pregador e um enfado para o auditório, mas se for treinado e bem feito, com estudo prévio e conhecimento do assunto tratado, é muito mais eficaz. Jonthan Edwards pregou o seu famoso sermão: Pecadores nas mãos de um Deus Irado, segurando o esboço numa das mãos e a lamparina em outra. Os seus biógrafos dizem que o impacto na vida dos seus ouvintes foi tremendo, que as pessoas seguram-se nas colunas do templo, pedindo a misericórdia de Deus.

Alguns argumentam que Jesus Cristo não usava esboços e por isso a forma correta de pregar é sem o auxílio de esboços. Porém, essa não é uma comparação justa, já que Jesus é o Filho de Deus. Ele é a Palavra. Mas até mesmo Jesus utilizou-se da Palavra revelada de Deus, pois ele sabia as Escrituras a a lia. Em Lucas 4:16 ss, ele entra na sinagoga de Nazaré e a ele é entregue o livro de Isaías, e ele levantou-se para ler.

As cartas de Paulo foram amplamente distribuídas, e foram lidas na íntegra em todasa as igrejas nascentes e, posteriormente, até nós hoje.As cartas eram lidas para o conhecimento dos ouvintes do N.T. Antes disso, as histórias eram entregues por via oral, porém depois foram colocadas por escrito para preservá-los.

É claro que existe uma abundância de exemplos na Bíblia em que Pedro e Paulo pregavam somente com o auxílio do Espírito Santo. Mas, não há prova na Bíblia que diga que eles pregaram sem notas, ou que diga que a pregação com notas não recebe o auxílio do Espírito. Deixar-se conduzir pelo Espírito Santo é obrigação de todo pregador. Sabendo disso, aqui estão alguns conselhos práticos.

PREGAR COM ESBOÇO É UMA ARTE.

1 – Pregue usando as suas palavras.

A melhor maneira de começar a escrever o seu sermão, é da forma como você fala. Frases curtas é o que você precisa inicialmente. Você precisa escrever exatamente do jeito que você fala. Se o pregador usa uma linguagem que os ouvintes não estão acostumados a ouvir em seu linguajar, eles perceberão que algo não está certo, e duvidarão de que aquelas palavras sejam dele mesmo.

2 - Cuidado com a comunicação visual.

Manter o equilíbrio entre a leitura do manuscrito e o olhar ao público, não é difícil de se conseguir, basta que o pregador estude antes o seu esboço, e que ele mesmo o tenha preparado.

Um bom recurso é fazer destaques no texto à sua frente, ou com sublinhamento ou com marca-texto. Ainda um outro recurso eficiente é escrever em cores diferentes. Com a ajuda do computador, isso é facílimo.

Olhe para os dois lados do seu auditório, faça com que as pessoas prestem atenção no que você está dizendo e sintam que você está falando diretamente a elas.

3 - Utilize os recursos disponíveis

Hoje em dia temos os Laptops, que já estão ficando até obsoletos com a chegado dos iPads (sonho com o dia em que poderei ter um!), eles ajudam a dinamizar a pregação, a colorir, a dar movimento, a ilustrar com vídeos e fotos e uma infinidade de recursos para o pregador. Com a Judá de um bom DataShow, pode-se transmitir a pregação em um telão para o ouvinte através de um editor de texto com recursos de multi-mídia, ou em Power Point, ou em um outro programa qualquer. Tudo isso são recursos que podem prender a atenção do ouvinte e ajudar na compreensão da mensagem.

Mas mesmo os que não tem como utilizar esses recursos, podem pregar com dinamismo, simplicidade e no poder do Espírito Santo, basta deixar-se ser usado e esmerar-se na preparação prévia.


SINCERAMENTE, POR QUE NÃO PREGAR SEM ESBOÇO?

A principal razão é o fato de que você trabalhou duro no preparo da mensagem e não vai querer que o seu ouvinte fique sem aquela parte importante que você esqueceu, porque não trouxe o esboço. Afinal você levou horas durante a semana estudando o texto. Traduzindo do grego ou do hebraico. Fazendo exegese, usando os recursos hermenêuticos, esboçando homileticamente, fazendo interpretação e comparação com comentários. Descobrindo materiais ilustrativos que ajudam a explicar o que Deus está dizendo no texto. Criando uma forma de ser atraente e relevante, informativo e cheio da graça. Tomando cuidado para que o que você dirá seja teologicamente verdadeiro.

Você rejeitou as idéias ruins e duvidosas. Então, por que correr o risco de esquecer o que você escreveu, dizendo alguma bobagem no calor do momento, que poderá danificar a fé de alguém?

Como parar na hora certa?

Pode não parecer, mas parar é também uma arte. E uma outra razão para se pregar com esboço, é que na minha opinião, só os melhores e mais experientes pregadores que não usam esboço tem a experiência e o bom senso para saber quando parar. Outros pregam em círculos, chegando ao ponto e depois voltam para pregá-lo novamente e novamente. Há sempre o risco de perder o “trem” do raciocínio por qualquer coisa, até por alguém que dê um grito lá na rua. Sermões manuscritos podem facilmente ser colocados no boletim ou no site da igreja, ou até mesmo entregues aos ouvintes surdos que existam na igreja, ou ainda para aqueles que desejam revisar em casa.

Conclusão:

Finalmente, pregar com um esboço não é nenhum pecado, nem é uma heresia! Deus não chama apenas pessoas capazes de falar sem anotações nas mãos. Deus chama os melhores oradores para convencer o faraó a deixar ir o povo, ou para levar as boas novas a todo o mundo. Diferentes tipos de pessoas são chamadas e usadas com os seus dons dados por Deus. Por todos os meios, devemos nos esforçar para sermos os melhores que pudermos como pregadores. É por isso que você está lendo este artigo.

Para ser um pregador autêntico, é preciso ser fiel a quem se é. Então, se você está preso ao papel, peça ao Espírito Santo para lhe ajudar no processo. E então: “As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, Senhor, Rocha minha e redentor meu. (Salmo 19:14). E o manuscrito também.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…