Pular para o conteúdo principal

SOBRE O CASO DAS AGULHAS!!!

Reproduzo abaixo o excelente post do Rev. Folton Nogueira intitulado "Agulhas". Leia!

Agulhas

O que é que leva alguém a enfiar agulhas no corpo de uma criança? Perguntaram-me diversas vezes nesses últimos dias.

E, como se não bastasse, para fechar o ano, já se tem notícia de outra criança e de uma mulher. O Estadão de 19/12 diz sobre a segunda criança: a polícia suspeita de que ela tenha sido “vítima de um ritual de magia negra”.

Eu não duvido da atuação dos demônios, porém duvido menos ainda da terrível maldade do coração humano. Explico:

A crença geral é a de que todos os homens possuem coração bom. Os maus fazem coisas assim por terem sofrido algum tipo de desvio na educação ou na socialização. Entretanto, não é bem isso que a Bíblia ensina. O que ela nos diz é que todos nascem com o coração “desesperadamente corrupto”.

Nosso pai Adão foi criado com o coração livre e sem qualquer tipo de propensão. Entretanto, após haver desobedecido a Deus, (desobedecido em uma exigência tão simples, que ele poderia perfeitamente ter cumprido, e que, de tão simples, mostrava apenas se ele obedeceria ou não, sem outro motivo além da própria obediência) seu universo se desequilibrou. Desequilibrou-se a tal ponto que se tornou propenso apenas para o mal.

Agostinho dizia que antes nele havia o “posso não pecar” e depois passou a existir o “não posso não pecar”.

Esta propensão para o mal atingiu também tudo aquilo sobre o que o Criador lhe colocara, e, como aconteceu antes do nascimento de seus filhos, tudo que lhe era sujeito e todos os seus descendentes herdaram tal propensão.

De tal modo que hoje, todos nós, descendentes de Adão, temos um coração tão propenso ao mal que, se não for a graça de Deus, qualquer um de nós pode espetar agulhas em um bebê sem qualquer tipo de remorso.

A Graça de Deus, a que faz “nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos” (Mateus 5.45), é a mesma que minora o mal e coíbe as mais perversas formas de bestialidade e imoralidade entre os seres humanos. Pois, na verdade, o coração do homem sem Deus não é muito diferente do coração dos demônios.

Quando neste “coração manjedoura” nasce o Senhor Jesus, ocorrem muitas mudanças. A primeira é uma verdadeira luta que se estabelece entre as propensões herdadas de Adão e a vontade do “novo morador da manjedoura”. E essa luta é fruto de uma graça que já não é mais comum a todos.

Porém, a mudança total do “coração manjedoura” só ocorrerá quando estivermos na presença do Senhor. Por isso, até quem possui essa nova natureza é também capaz de fazer coisas hediondas. Mas as faz por exceção, não por regra. Não permanece fazendo-as nem deixa de sentir a maior tristeza por ser capaz de fazê-las.

Estamos iniciando mais um ano e olhando para o que ficou. Temos muito do que nos arrepender. Mesmo que não tenhamos praticado coisas hediondas, bestiais e imorais, diante de Deus, qualquer pecado é mortal, pois exige a morte de seu filho. Arrependamo-nos confiados em sua graça e tementes do que nossa natureza ainda é capaz de fazer. Porém, não deixemos de ser gratos.

Sejamos gratos, primeiramente pelo sacrifício de seu Filho que nos assegura o perdão. E nos lembremos de agradecer pela sua ajuda nesta luta terrível, contra nossa própria natureza.

Sigamos a ordem do apóstolo: ”não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não desfalecermos” (Gálatas 6.9). O que é um bom conselho não apenas para 2010, mas para todos os anos a frente.

Fonte: FoltonNogueira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…