Pular para o conteúdo principal

COMUNISMO X CRISTIANISMO




A família é a base da sociedade, o matrimônio é uma instituição indissolúvel. A família e o matrimônio são princípios firmados na sociologia, no código de leis dos antigos hebreus e no ensino de Jesus Cristo e seus discipulos. Do mesmo modo é o princípio do direito à propriedade, o respeito às instituições e o respeito ao poder democrático constituido, tudo isso como condição primaz de paz e prosperidade das Nações.


O autor de Hebreus diz: "Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros". A família é o embrião da pátria, foi o que disse Jesus Cristo: "Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem". O casamento é um belo retrato que simboliza a união de Jesus cristo com a sua igreja: "As mulheres sejam submissas ao seu próprio marido, como ao Senhor; porque o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da Igreja, sendo este mesmo o salvador do corpo". (Efésios 5: 22, 23).

A Bíblia Sagrada, Palavra de Deus, tem a resposta certa para cada assunto da vida Social. O apóstolo Paulo ordena também que se obedeça as autoridades, diz ele: “Lembra-lhes que se sujeitem aos que governam, às autoridades; sejam obedientes, estejam prontos para toda boa obra”. Ainda em Romanos 13: 1-2, diz: “Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas. De modo que aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação”.

Enquanto o comunismo alega uma igualdade total entre os homens, nivelando a todos por baixo, colocando o Estado como superior a todos, a Bíblia nos diz que há desigualdade relativa entre os homens. Fala da relação entre patrões e empregados servos e livres e ricos e pobres.

Rico e pobre, para Deus é diferente do que é para nós. A Bíblia regula as relações e as obrigações entre as classes. Para Deus o rico é apenas um mordomo, administrador dos bens que possui em seu favor e em favor aos outros. A Bíblia ensina que o rico não deve reter o salário do pobre, mas diz que o pobre deve se contentar com o seu soldo.

Aos empregados e aos patrões, a Bíblia ensina: “Quanto a vós outros, servos, obedecei a vosso senhor segundo a carne com temor e tremor, na sinceridade do vosso coração, como a Cristo, não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo, de coração, a vontade de Deus; servindo de boa vontade, como ao Senhor e não como a homens, certos de que cada um, se fizer alguma cousa boa, receberá isso outra vez do Senhor, quer seja servo, quer livre. E vós, senhores, de igual modo procedei para com eles, deixando as ameaças, sabendo que o Senhor, tanto deles como vosso, está nos céus e que para com ele não há acepção de pessoas”.

Jesus Cristo reconheceu a desigualdade de ordem econômica entre as pessoas. Jesus Cristo disse que aos pobres se anuncia o Evangelho (Lucas 7:22). “Os pobres tendes sempre convosco” (João 12: 8).

Os políticos “comunistas” dizem que Jesus Cristo era um “comunista” e que os seus discípulos também eram. Lêdo engano. A comunhão de bens entre os discípulos, conforme diz Atos 4:32 – 5:10, foi uma medida transitória, era uma medida emergencial nos dias em que a igreja estava perseguida pelo Império Romano. Logo desapareceu. Não era obrigatório e nem mandamento. Barnabé entregou voluntariamente. O apóstolo Pedro reconheceu o direito de Ananias e Safira de ficarem com o dinheiro da venda do campo deles. O pecado de Ananias foi mentir sobre o valor da venda do terreno.

Quando o diaconato foi instituído, tinha como objetivo primordial, o auxílio às viúvas pobres (Atos 6: 1-7). O apóstolo Paulo organizou entre as Igrejas uma coleta que tinha como objetivo auxílio aos pobres (I Cor. 16: 1-4).

O cristianismo é benevolente. A despeito de muitos pilantras que usam a religião e o nome de Deus para se locupletarem, o cristianismo auxilia e recupera a vida das pessoas e da sociedade. O cristianismo é a religião do amor, que inclusive é uma das três virtudes do cristianismo. O amor que o cristianismo propaga, não trata apenas de beneficiar aqueles que tem fome ou os que estão desnudos. Tem a sua finalidade espiritual (a mais importante para o homem), ao lado das questões materiais. É portanto do espírito do cristianismo que haja desigualdade de condições e de recursos entre os homens, para que se pratique a Lei sublime do amor.

O “comunismo” como sistema político e ideológico contrapõem-se à pratica evangélica do amor. A lei da Nova Aliança forma um conjunto harmonioso com a legislação de Moisés sobre o proletariado. Os Mandamentos de Deus dados no Sinai, pressupõem a desigualdade econômica entre os homens, quando ordena: “Não furtarás”...”Não cobiçarás cousa alguma do teu próximo”. (ex. 20: 15, 17).

A ordem de Deus é que os ricos fizessem provisão para os pobres nas Searas, deixando o canto e as espigas caídas na colheita regular (Lev. 19: 9-10, 33: 22; Deut. 24: 19-22). Deus institui o ano sabático, como uma sábia disposição legal a favor do pobre. A terra repousava, e o que produzisse era exclusivamente para o pobre (Êx. 23: 19-21; Lev. 25: 2-7).

Uma outra saída justa era o Ano do Jubileu, onde toda propriedade vendida seria revertida ao seu dono original e aos seus herdeiros. Assim o valor da propriedade vendida pelo judeu pobre, dependia dos anos até o Ano Jubileu (Lev. 25: 8-16).

O profeta Amós repreendeu severamente os que humilhavam e oprimiam os pobres. Como conseqüência da injustiça, Samaria foi destruída e seus habitantes foram escravizados por Sargão II em 722 A.C.

A conclusão que se chega é que:
1 – O conflito entre as classes sociais, entre a ambição e a pobreza, coexiste com o pecado;

2 – O dinheiro é um bom empregado, mas é um péssimo patrão;

3 - Não é pecado ser rico. Pecado é deixar-se possuir pela ganância exacerbada. Pecado é quebrar os mandamentos de Deus nesse particular, pecado é enriquecer-se ilicitamente;

4 – Existe um limite para se amealhar riquezas;

5 – Quando a Lei Divina torna-se o Código das nações, não existe miséria;

6 – O AMOR ao dinheiro é a raiz de todos os males;

7 – No coração onde o ouro é entronizado, não sobra espaço pra Deus;

8 – A ambição pecaminosa leva o homem a ser desumano;

9 – Os juízos de Deus cumprem-se contra a Avareza, tanto aqui como na eternidade;

10 – Deus é a Justiça que eliminará as diferenças de classe social.

O ensino claro da Bíblia é que as pessoas não possuem igual capacidade de administrar e de governar. Um recebe 5 talentos, outro recebe 2 e um outro, apenas 1 (Mateus 25: 15-18). Este princípio de Justiça Divina harmoniza-se com a desigualdade de vocação, de inteligência e de capacidade profissional, tudo resultado da queda pelo pecado.

Nem mesmo a Rússia bolchevique, nem a Cuba castrista, a China de Mao, a Coréia do Norte, comunista e tantas outras nações que adotam esse sistema diabólico, conseguiram vencer o imperativo dessa lei suprema de igualdade relativa à desigualdade dos indivíduos humanos. Nos países comunistas há os que governam e os que são governados, os que ganham milhares de dólares e os que ganham apenas algumas poucas dezenas, os que se regalam em banquetes e os que comem só pra sobreviver. É que os comunistas também são humanos e por isso desiguais na inteligência, nas vocações, e na capacidade profissional.

A doutrina comunista não se enquadra com a Bíblia. Não será o comunismo-socialista que resolverá os problemas econômicos e sociais do Brasil ou dos EUA, ou que trará a felicidade para o proletário. O nosso regime republicano é imperfeito, não podemos negar, mas é melhor do que o melhor dos sistemas socialistas-comunista, que é essencialmente anti-Deus e anti-cristão.

O ensino cristão está consorciado com o sistema democrático econômico tanto quanto com o sistema político democrático. O ensino do cristianismo, nem de longe consorcia-se com o comunismo ou com a ditadura vermelha.

A humanidade precisa da Religião (religare) do Amor. Esse vendaval socialista de paixões tresloucadas que convulsiona a sociedade latino-americana no momento, e que também açoita a mente de jovens, de homens e mulheres inadvertidos de nossa amada pátria brasileira, tem raiz no materialismo, na ausência da fé e do temor de Deus. É o resultado da doutrina de Voltaire, Renan, Strauss, Spinosa, Charles Darwin, Haeckel e Spencer que foi importado por professores universitários desprovidos de dignidade cristã. É o ateísmo europeu que tem sido importado já a bastante tempo.

Cabe aos brasileiros refundar a pátria nos princípios democráticos e cristãos de nossos pais. Cabe a todos nós dar pão ao faminto, visitarmos o doente e o encarcerado, vestirmos o nu e ampararmos o trabalhador. É preciso mudar o país, tirar do poder os governantes ateus, corruptos, enganadores e velhacos. É preciso dar emprego compensador de sua alta função civilizadora. Bons salários relativos à capacidade profissional. É preciso dar escola para o camponês para a sua educação moral e cívica. É preciso exorcizar o demônio comunista-lulista.

Precisamos aperfeiçoar os nossos costumes sociais, dentro da ordem e da justiça de Jesus Cristo. Precisamos aprender o que ele ensinou sobre justiça quando disse: “à César o que é de César, a Deus o que é de Deus”.

O Socialismo-comunista destrói a liberdade fundamental à dignidade humana; a família que é o alicerce da pátria e da sociedade, e a religião cristã, que é o vínculo de relação da criatura com o Criador. O socialismo-comunista é portanto, incompatível com o cristianismo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…