Pular para o conteúdo principal

O CASO DO GOLEIRO BRUNO DO FLAMENGO

É lamentável o que está ocorrendo com o futebol carioca, especificamente com o Flamengo, o time de maior torcida do mundo.

Os jogadores cariocas, talvêz pela facilidade de diversão nas praias e nos morros ao redor, talvêz pela facilidade de encontrar muitas "Marias chuteiras" em busca de uma aposentadoria, querendo ficar com qualquer um desde que ele tenha dinheiro e seja famoso, esses jogadores não estão preparados para a fama e para o dinheiro em grande quantidade.

Há uma expressão que diz: "saiu do inteiror, mas o interior não saiu dele", do mesmo modo podemos dizer a mesma expressão para alguns jogadores cariocas: "Sairam do morro, mas o morro não saiu deles".

Como explicar o caso de um jogador, no caso o Adriano, que morando em Milão, a cidade onde 9 entre 10 pessoas querem viver e morar, pode querer sair de milão e voltar ao morro carioca? Como explicar o fascínio desses jovens por traficantes e amigos "bandidos" do morro? Como explicar o fato de Vagner Love enquanto jogando em São Paulo, não se envolvia em escândalos, foi só voltar para o Rio, foi visto em bailes funks escoltado por bandidos armados até os dentes? Como explicar que Bruno, um jogador com uma carreira promissora, estraga a sua vida, joga o seu futuro no lixo, por causa do deslumbramento do dinheiro e por achar que poderia transar com uma mulher e não assumir a responsabilidade do seu ato e que se envolveu no Rio e em Minas com colegas dos quais ele deveria se afastar?

A única resposta que encontro, meditando com os meus botões é que esses jovens, apesar do seu talento para o esporte, não tem berço, não tem princípios éticos e morais, muitos até não tem famílias estruturadas, não tem princípios religiosos, em que pese ganharem muito dinheiro, isso ao invés de lhes trazer sossego e uma vida boa e mansa, só lhes traz problemas, porque eles acham que o dinheiro é para ser usado pra qualquer coisa que dê prazer carnal, são pessoas sem preparo para a vida e que o dinheiro ao invés de lhes trazer um pouco de felicidade, são a causa de suas tragédias pessoais.

A ambição de ter as coisas não importa o que seja, de mostrar aos outros o seu poder por causa do dinheiro, de fazer amizades interesseiras e de se envolver com os abutres de plantão, são a causa de sua desgraça. Quando tido isso é recheado de orgias irresponsáveis e de drogas, a receita fica muito mais explosiva ainda.

Infelizmente são os "novos ricos", jogadores, atores e celebridades "vazias" de espiritualidade que alimentam o tráfico de drogas, são os da classe média das grandes cidades que são os responsáveis pelo avanço da criminalidade. Atores globais como Marcelo Anthony, que foi preso comprando maconha. Veja reportagem Aqui, Fábio Assunção, que também alimentava o tráfico, veja reportagem Aqui, e até o comentarista Casagrande, veja reportagem Aqui, dentre outros, são casos de gente rica que em busca de prazer carnal, gasta seus milhões com as drogas, poruqe lhes falta "berço" e Deus em sua vida. Fora aqueles que não são divulgados, que temos conhecimento através do testemunho de prostitutas de luxo e garotos de programas que dizem que as orgias promovidas por gente rica que os contratam, são regadas a muita droga.

Quando "junta-se a fome com a vontade de comer", o que sai é uma mistura explosiva e criminosa.

Dinheiro não foi feito pra "farrear", dinheiro não foi feito pra "orgias", dinheiro não foi feito pra "carnalidade". Dinheiro existe pra dar conforto, segurança, ajuda aos necessitados (aliás não existe prazer que supere a alegria e a satisfação de repartir, de ver alguém tendo a sua necessidade satisfeita), mas isso só ocorre com quem tem princípios, com quem tem valores éticos, morais e religiosos. Para os que são desprovidos dessas virtudes, o dinheiro é o seu maior inimigo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…