Pular para o conteúdo principal

HÁ PASTORES LIBERAIS NO PRESBITRIANISMO MARANHENSE?

Por

Rev. João d'Eça

Na última década o presbiterianismo maranhense teve um crescimento significativo principalmente entre a liderança pastoral. Quero dizer com isso, que foram ordenados mais pastores em uma década no Maranhão, do que nos últimos 60 anos antes na história da Igreja.


O que se diz é que o problema está em que a maioria desses pastores estudaram em Seminários não presbiterianos, e consequentemente, não foram instruídos na Teologia Reformada e, portanto, foram influenciados ou pelo pentecostalismo ou pelo liberalismo teológico e o seu método histórico-crítico.

Pior ainda, dizem, são os pastores que estudaram em Seminários presbiterianos, mas que, sabe-se lá porque, aderiram ao liberalismo teológico, talvez por causa da influência de amigos de Universidade e ou professores de outras denominações que os influenciaram.

O fato é que muitos criticam a postura de alguns pastores presbiterianos maranhenses que segundo dizem, assumiram posturas liberais em sua liturgia, pregação, conversas, amizades e comportamento. Ninguém é obrigado a estudar em uma Escola Confessional Presbiteriana, mas mesmo que não estude, deve saber separar o “joio do trigo”. Devem ter senso crítico para perceber a nocividade dos sistemas teológicos e do pós-modernismo que avança contra a igreja e tem arrastado inúmeros adeptos por onde passa.

A desculpa que os “liberais” de hoje usam para tirar o foco de cima de si, é acusar os defensores da Fé Reformada de “neo-puritanos”. Se por “neo-puritanos” eles se referem aos que engessaram a igreja, fechando-se para toda e qualquer manifestação contemporânea relacionada a liturgia e soteriologia, eles tem razão, apesar de eu não conhecer nenhuma igreja assim em solo maranhense, porém, se eles se referem às igrejas e pastores que defendem a fé Reformada pura, os documentos oficiais, a eclesiologia reformada, estão redondamente enganados, estão demonstrando falta de conhecimento do que seja Presbiteriano e deveriam ser coerentes com o seu posicionamento e sair da igreja.

Acusam o CPAJ (Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper) de ter “neo-puritanos” em seu quadro de professores, eu desconheço, e digo isto porque estudo lá, porém, eu preferia que os professores fossem “neo-puritanos” do que “liberais”. Os chamados “neo-puritanos” são crentes, são piedosos, tem zelo pela Palavra, enquanto que os liberais não são crentes, são mundanos, não crêem na Palavra de Deus.

Os liberais de hoje são libertinos, vivem uma vida dupla, sua visão da Bíblia é distorcida, aliás a Bíblia para eles é como um livro qualquer, não é inspirado por Deus. Para os liberais-libertinos de hoje, uma poesia de Fernando Pessoa ou Vinicios de Moraes é tão inspirada quanto a Bíblia.

Eu não rezo pela cartilha liberal, mas também não “rezo” pela cartilha fundamentalista e nem tampouco pela cartilha “neo-puritana” (pejorativamente falando), nem me considero um Puritano no verdadeiro sentido da palavra. Se eu dissesse que sou Puritano, estaria desonrando o nome dos puritanos, já que ainda estou muito longe de viver a vida zelosa e santa que eles viveram. Ainda tenho muito o que caminhar para chegar ao nível espiritual de um Puritano.

Uma coisa eu sei, quando um liberal vem a público denegrir a memória dos puritanos, isso me alegra, pois os que se levantam contra os puritanos, estão se levantando contra a sã doutrina, estão mostrando a cara, estão se revelando como sem dignidade, como aqueles que não merecem credibilidade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…