Pular para o conteúdo principal

O PODER "DANOSO" DA IMPRENSA.






Por




Rev. João d'Eça


A Imprensa é assim, um caminho sombrio.

A imprensa tem um poder extraordinário, pode elevar e abater, pode transformar uma mentira em verdade e uma verdade em mentira, pode fazer dum inocente culpado e pode fazer do culpado, inocente. A impensa é assim.

Quando unida à política, a imprensa tende a se tornar perniciosa, maligna, destrutiva e prejudicial para a sociedade. O jogo da informação é deveras intrigante e nesse jogo, a sociedade tem de optar de que lado está, se do lado dos que manipulam a informação ou do lado dos que falam a verdade (pelo menos numa porcentagem muito maior).

No meu Estado, o Maranhão, ainda estamos sob a influência de alguns coronéis oligarcas, que tem como objetivo principal, usufruir das riquezas e potencialidades do Estado em beneficío próprio, não estão preocupados com o desenvolvimento ou não da nossa sociedade, mas sim, com o quanto vão obter de lucro, plantando informações falsas, distorcidas, mentirosas e manipuladas.

Esta semana aconteceu uma chacina trágica, sem precedentes, onde quatro "loucos infelizes", sendo dois menores, mataram oito membros de uma só família para roubar um Mil e poucos reais e em 12 horas a Polícia do Maranhão prendeu os assassinos e desvendou o crime.

Até ai tudo bem, a Polícia está fazendo o seu papel e por sinal, fazendo bem feito. O que não pode é um "Sistema Mentira" querer culpar o Governo do Estado por ocorrências desse tipo, estampando manchetes como: "E agora Jackson?" ou os locutores da "Radio Mentira", insistentemente tentarem passar para a população que o Sistema de Segurança do Estado é culpado de tragédias como essa, onde pessoas desprovidas de sentimento humano, de compaixão e de amor (por si proprios e pelos outros), resolvem, estimulados por drogas lícitas e ilícitas matar pessoas inocentes pra roubar. Quem é culpado disso? A não ser os próprios assassinos?

Ouvindo a "Rádio Mentira" quarta-feira pela manhã enquanto dirigia até uma reunião, ouvi um ouvinte indagar do apresentador do programa, como ele poderia atribuir culpa ao Governo do Estado nesse horrendo episódio? A resposta do apresentador foi não deixar o ouvinte argumentar, e irritado, mandou o operador tirá-lo do ar, numa falta de respeito para com o ouvinte, somente visto nas rádios do "Sistema Mentira".

Esse é o tipo de imprensa que presta um desserviço à sociedade. Quando começam a falar mentiras de que no Estado do Maranhão, não existe Segurança Pública, eles estimulam os bandidos a virem pra cá cometer delitos e prejudicar a população. Ainda bem que a Polícia do Maranhão está agindo, predendo e matando bandidos que tentam assaltos a bancos e outras práticas delituosas, foi o que aconteceu na semana passada, quando a polícia matou dois bandidos que estavam assaltando uma agência bancária no interior.

O delegado geral disse em entrevista que "se um bandido der um tiro na polícia, vai levar vinte tiros de volta". É assim que a polícia deve agir, reprimindo o banditismo, fazendo com que os bandidos pensem duas vezes antes de virem cometer crimes no Maranhão, apesar de o "Sistema Mentira" dizer que eles podem vir.

Se o Governo do Estado tem culpa nesse caso, então a "Branca" tem culpa da morte de 42 meninos que foram emasculados, nos vários assaltos a banco, na morte do delegado pelo crime organizado e em vários outros crimes ocorridos durante o seu "des-governo".

A imprensa tem de usar a sua força e o seu poder para informar com verdade, para dizer aos criminosos que a Segurança Pública está alerta, que bandidos que vierem para o Maranhão terão a força da Polícia Militar e civil contra suas más intenções e que não vale à pena ser criminoso no Estado do Maranhão.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…