Pular para o conteúdo principal

SOU CRISTÃO E COMUNISTA ?????

“SOU CRISTÃO E COMUNISTA”

Da multidão dos que creram era um o coração e a alma. Ninguém considerava exclusivamente sua nem uma das coisas que possuía; tudo, porém, lhes era comum.
(Atos 4.32)

Introdução:
        
         Na entrevista do candidato Flávio Dino ao Governo do Maranhão, pelo Partido Comunista do Brasil (PC do B), ele citou ao reporter Sidney Pereira o texto de Atos 4.32 que encima esse artigo, para tentar provar que a filosofia comunista é bíblica. Num lance exegético sofrível, ele tentou ligar a situação da igreja cristã nascente com os princípios filosóficos comunistas.
        
         O candidato na tentativa de iludir os mais ignorantes usa um texto bíblico fora de contexto. No contexto dos primeiros cristãos, a comunidade vivia na perspectiva do retorno iminente do nosso Senhor Jesus Cristo, e não fazia sentido ter posses, já que a volta de Cristo era esperada para aquela geração, portanto, não faz nenhum sentido tentar dizer que os cristãos viviam uma filosofia comunista no início.

         O assunto que deve ser discutido não somente em tempos de eleição, mas também, no dia-a-dia da vida, e que exige uma discussão mais aprofundada e sóbria é o comunismo.

         Dentre tantas razões porque o ministro evangélico deve se sentir obrigado a falar a seu povo sobre este tema pertinente, principalmente num momento delicado por que vive o Brasil, elencarei três razões, que são:

         1) O reconhecimento da ampla influência do comunismo, como uma onda vermelha que se espalhava pela Rússia, China, Europa Oriental, chegando até a América Latina, onde hoje, grande parte dos líderes políticos reivindicam uma nação bolivariana em toda a América do Sul. No auge da onda vermelha, o comunismo tinha quase um bilhão de pessoas que acreditavam em seus ensinamentos, onde pelo menos metade dessa multidão abraçava o comunismo como uma nova religião e a ela se entregaram completamente.

         2) Não podemos e nem devemos ignorar a força do COMUNISMO, a razão principal é que o comunismo, assim como o islamismo (eles são parentes próximos), são o único rival sério para o cristianismo. Ninguém que familiarizado com os fatos do nosso mundo contemporâneo pode negar que o comunismo é rival do cristianismo.

         3) A última das três razões, é que o COMUNISMO tem ludibriado uma imensidão de pessoas, e por causa dos governantes passados, em sua grande maioria corruptos, o povo ficou desesperançado, vítimas incautas de um discurso populista dos partidos de esquerda do Brasil.

         Mas o que fazer? Que respostas dar à comunidade crista brasileira?

         Muitas pessoas cristãs estão com um orgulho indevido, se identificando com o COMUNISMO. Tenho visto a frase “SOU CRISTÃO E COMUNISTA” espalhada pela cidade e afixada em carros de crentes e em camisas que eles vestem. Mas não é justo condenar um sistema antes de sabermos o que esse sistema ensina.

CRISTIANISMO É DIFERENTE DE COMUNISMO

          Minha premissa principal aqui é: o comunismo e o Cristianismo se excluem. O verdadeiro cristão não pode ser um verdadeiro comunista, as duas cosmovisões são antitéticas e absolutamente nada pode reconcilia-las. Por que isso é verdade?:

         1) O comunismo está baseado numa cosmovisão materialista e humanista da vida e da história. De acordo com a teoria comunista, o que há é somente matéria, não existindo portanto, mente ou espírito, eles se julgam a última palavra em termos de verdade, for a dos seus postulados, tudo é falso. Esta filosofia e suas premissas são declaradamente secularistas e ateistas. De acordo com eles, Deus é apenas um produto da imaginação, a religião é um produto do medo e da ignorância, e a igreja é uma invenção dos governantes para controlar as massas. Além disso, o comunismo, como o humanismo, prospera com a grande ilusão de que o homem, sem a ajuda de qualquer poder divino, pode salvar a si mesmo e inaugurar uma nova sociedade.
        
         2) O comunismo é ateísmo frio com vestes do materialism. O comunismo não dá nenhum espaço para Deus ou Cristo. No centro da fé cristã está a afirmação de que Deus é o supremo criador e sustentador do universo. Um ser de infinito amor e poder ilimitado, Deus é o conservador dos valores. Em oposição ao materialismo ateu do comunismo, o cristianismo postula que Deus é a realidade última, essa realidade não pode ser explicada pela matéria em movimento ou pelas forças econômicas. O Cristianismo afirma que no centro da realidade, Deus é um Pai amoroso que trabalha através da história da salvação dos seus eleitos. 

O COMUNISMO E O RELATIVISMO ÉTICO
        
         O homem não pode salvar a si mesmo, pois ele não é a medida de todas as coisas e a humanidade não é Deus. A humanidade está presa pelas correntes de seu próprio pecado e finitude, o homem precisa de um Salvador. O comunismo está baseado no relativismo ético e não aceita absolutos morais estáveis. O certo e o errado são relativos, dai a mudança de comportamentos antes tidos como imorais e ilegais do ponto de vista ético e moral, e a exigência de que se aceite essas mudanças sob pena de punição legal.
        
         O comunismo explora a filosofia de que o fins justificam os meios. Ele enuncia a teoria de uma sociedade sem classes, onde todos os indivíduos são nivelados por baixo e onde todos se submetem a um poder central que se introniza como se fora Deus. Os métodos usados para alcançar esses objetivos são a infiltração em todas as áreas da sociedade: movimentos sociais, movimentos populares, escolas, universidades, sindicatos, formação de conselhos populares, e, quando esses objetivos forem atingidos, o próximo passo será eliminar a oposição (a quem eles chamam de “contra-revolucionários” e “inimigos do povo”), através da violência, assassinato e tortura. Esses são considerados meios justificáveis ​​para atingir o fim pore les proposto.
        
         Nas palavras do ditador soviético, Lenin, está a real estrategia da teoria comunista. Diz ele: "Devemos estar prontos para empregar trapaça, fraude, violação da lei, na fonte e esconder a verdade” (grifo meu).  Milhares de inocentes na Rússia, na China, em Cuba e em outras repúblicas socialistas, já conheceram muitas noites tortuosas e dias cheios de terror, porque os seguidores do COMUNISMO levaram esta afirmação à sério. 

O CRISTIANISMO E OS ABSOLUTOS DE DEUS

         Contrastando com o relativismo ético do comunismo, o Cristianismo estabelece um sistema de valores morais absolutos e afirma que Deus colocou dentro da própria estrutura do universo certos princípios morais que são fixos e imutáveis. A lei do amor como um imperativo é a norma para todas as ações do homem. Além disso, o cristianismo se recusa a viver por uma filosofia dos fins que justificam os meios. Meios destrutivos não podem trazer fins construtivos. Meios imorais não podem trazer fins morais.

O COMUNISMO E O ESTADO SOBERANO


         O comunismo atribui valor final ao Estado. O homem é feito para o Estado e não o Estado para o homem. A teoria comunista é que o Estado é uma "realidade provisória", que irá "desaparecer" quando a sociedade sem classes emergir. Na teoria comunista, o homem não tem direitos inalienáveis. Seus únicos direitos são derivados, e conferido pelo Estado. Debaixo desse sistema não existe liberdade. Tudo fica restrito ao controle do governo, sejam a imprensa, as reuniões (clubes, igrejas, etc.), o voto, a liberdade de ouvir e de ler o que quiser, a arte, a religião, a educação, a música e a  ciência, tudo controlado pelo comitê central do partido. O homem deve ser um servo obediente ao Estado onipotente.

         Tudo isto é contrário não à doutrina cristã de Deus. O Cristianismo ensina que o homem é a coroa da criação, e que é muito importante porque ele é filho de Deus, feito à Sua imagem e semelhança. O homem é mais importante do que um animal guiado por forças econômicas; ele é um ser de espírito, coroado de glória e honra, dotado do dom da liberdade. A fraqueza final do comunismo é que ele rouba do homem essa qualidade que faz dele um homem. “O homem”, diz Paul Tillich, “é homem porque ele é livre”.

         Debaixo do comunismo a alma individual é acorrentada; seu espírito é obrigado pelas algemas da fidelidade partidária. Ele é despojado da consciência e da razão. O problema do comunismo é que ele não tem nem uma teologia nem uma Cristologia; portanto, surge com uma antropologia confusa. Confusa a respeito de Deus e sobre Deus. Também confusa sobre o homem.

         Apesar de sua conversa cativante sobre o bem-estar das massas, os métodos e a filosofia do comunismo tira do homem a sua dignidade e valor, deixando-o como pouco mais que uma peça despersonalizada na engrenagem do Estado. 

CONCLUSÃO


         Não devemos nos enganar, o CRISTIANISMO e o COMUNISMO não podem ser reconciliados. Eles representam formas diametralmente opostas de cosmovisões. Como crentes nós devemos, orar pelos comunistas, pedindo que Deus arranque essa filosofia da sua cabeça e coração, mas não podemos, como verdadeiros cristãos, tolerar a filosofia do comunismo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

DICIONÁRIO "MARANHENSE" !!!

Por



Rev. João d'EçaJoão do Vale, nosso poeta popular, em uma de suas canções diz: "minha terra tem belezas que em versos não sei dizer; mesmo porque não tem graça, só se vendo pode crer..."As coisas do Maranhão são espetaculares, sua natureza é exuberante, suas cidades são magnificas e sua Capital é encantadora. Eu amo minha cidade de paixão.Há muita coisa que não gosto em São Luís, não tem nada a ver com a natureza ou com a sua história, mas tem a ver com algumas pessoas que tiram a paz de outras pessoas, sem respeitar os seus direitos, mas isso é outra história...Quero lhes apresentar algumas palavras do vocabulário popular maranhense (está bastante incompleto, mas já é alguma coisa, desafio os leitores a me escreverem e me ensinarem novas palavras desse nosso rico "dicionário popular maranhense").Recebi de um amigo, numa lista de E-mails, essa lista que lhes apresento abaixo, achei muito divertido e interessante, fiz algumas adaptações e publico aqui e agora…

"LANÇA O TEU SOBRE AS ÁGUAS" - Eclesiastes 11: 1

PorRev. João d'EçaO texto diz: "Lança o teu pãp sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás"O que será que as Escrituras Sagradas estão nos ensinando aqui?A palavra "pão" sempre foi figura daquilo que ganhamos no dia-a-dia. As pessoas nos indagam: - "Você está indo pra onde?"- Vou ganhar o pão de cada dia (trabalho).Os estudiosos do AT, nos dizem que aqui há duas figuras:1ª Figura: AS CHEIAS DO RIO NILO - Eles jogavam as sementes quando a enchente estava baixando, no final da baixa, as sementes do trigo e da cevada, floresciam.2ª Figura: O COMERCIANTE - O comerciante pegava o seu barco, carregava com os bens que havia produzido e sai para comercializar em outras terras. "Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás".No versículos 2, o escritor sagrado nos dá uma lição preciosa, ele nos diz que devemos diversificar a nossa aplicação, porque não sabemos o que ácontecerá amanhã.Como servos dos Deus vivo, o S…

QUALIDADES DE UM BOM DESPENSEIRO.

Por Rev. João d'Eça Sermão pregado na Igreja Presbiteriana Monte Moriah, São Luís, MA, dia 14/01/2007 As qualidades de um bom despenseiro. "Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus". (I Pedro 4: 10). Introdução: O termo despenseiro tem o significado de alguém que cuida da despensa, ou seja, é o local da casa onde se guarda os alimentos e os outros mantimentos, nesse caso, despenseiro é o que toma de conta de toda a despensa, é uma espécie de Mordomo. No caso do texto básico da mensagem, despenseiro é aquele que administra os dons da multiforme graça de Deus, de maneira que pessa abençoar a si mesmo e ao seu próximo. * Muitas pessoas pensam que todas as coisas são sua propriedade. * A Bíblia nos ensina diferente, pois diz: "Do Senhor é a Terra e a sua plenitude, o mundo e os que nele habitam." ( Salmos 24:1). O profeta Ageu diz também: "O ouro e a prata são seus." * O…